Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
235 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58113 )
Cartas ( 21211)
Contos (12845)
Cordel (10239)
Crônicas (22074)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13451)
Frases (45255)
Humor (18930)
Infantil (4145)
Infanto Juvenil (3226)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138690)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1057)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5245)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Vinte mil para ladrão! -- 27/11/2013 - 12:32 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Vinte Mil para Ladrão



Quando dizemos que o Brasil é o pais do errado, é com muito fundamento, pois as pessoas corretas são sempre passadas para trás, já os bandidos sempre têm uma outra oportunidade de roubar e agredir, ainda saindo incólume, para não dizer premiado.

Tomemos como base somente alguns políticos do “mensalão”, depois de tanto julgamento teve marginal que lucrou somente quatro anos de pena, como José Jesuíno, sob regime semi-aberto.

Outro como José Dirceu, ganhou até emprego de vinte mil reais em um hotel de luxo, garanto se fosse um trabalhador comum, eles pediriam um atestado de antecedentes criminais e ainda ia pagar por volta de um salário mínimo e também garanto que o dono do hotel, vai ganhar mais hóspedes, por causa disso...

Tem o caso do ex- prefeito Paulo Maluf, de São Paulo, junto com seu aprendiz e filho, eles estão com a prisão decretada há tempos, não podem sair do pais, pois a chancela dele é somente no pais dos bandidos, mas andam livremente e ainda concorrem a cargos públicos.

Entre tantos exemplos de vergonha para o Brasil, ainda falamos da criminalidade e da miséria, mas garanto que essas pessoas quando passam por aí com seus carros de luxo, cheias de pose, são respeitadas e prestigiadas, dando péssimos exemplos para quem repudia a criminalidade, desde a mais vil, por ladrões comuns até a requintada, que aqui é valorizada com todos os tipos de benesses.





Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui