Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
166 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58274 )
Cartas ( 21211)
Contos (12891)
Cordel (10242)
Crônicas (22111)
Discursos (3152)
Ensaios - (9258)
Erótico (13456)
Frases (45463)
Humor (18982)
Infantil (4209)
Infanto Juvenil (3302)
Letras de Música (5511)
Peça de Teatro (1329)
Poesias (138795)
Redação (3005)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1935)
Textos Religiosos/Sermões (5287)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->RELACIONAMENTO COM O TEMPO -- 27/10/2011 - 01:12 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
RELACIONAMENTO COM O TEMPO

Posicionando-nos em relação à velocidade do tempo, é quase inviável concluir o que cada momento representa para nós. Impossível seria pararmos um pouco, a fim de analisarmos tudo que ocorre e, ao mesmo tempo, aproveitarmos o instante que inexoravelmente vai-se fluindo.

Enquanto escrevo, transmito sensações passadas, desejos muitas vezes não realizados, saudades não amenizadas e alegrias ou tristezas, por vezes, inexplicáveis.

Ouço uma música e ela me agrada... Ouço um ruído e ele me interrompe... Ouço vozes e elas me irritam... E o tempo vai passando...

Não sou melhor ou pior do que do que muitas outras pessoas. Quem sabe eu lute mais, ou menos por uma vida melhor do que alguns. Talvez eu sonhe mais, ou menos que algumas pessoas... Não me proponho a ser melhor ou pior que os demais; contudo, eu gostaria de compreender mais o sabor do instante que passa, aproveitando-o em sua totalidade, vivendo-o sem imposições ou preconceitos.Enquanto raciocino, analiso, contrabalanço as diversas situações, elas me fogem das mãos e sinto o vazio, o desespero de não ter sabido aproveitá-las como deveria.

Agir irresponsavelmente, deturpando conceitos ou ideologias não é o que desejo. Apenas tenho o anseio de não ser tão racional, de não deixar o tempo passar enquanto me perco em um emaranhado de ideias que não me oferecem a resposta almejada.

Entre inúmeros sonhos, muitas verdades e algumas realizações, tento não sentir a distância dos acontecimentos. Preservo no íntimo do meu ser a força de cada um e a esperança de vive-los melhor, sempre que possível for.

Dalva da Trindade S. Oliveira
(Dalva Trindade)
27.08.1975/27.10.2011
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 3Exibido 273 vezesFale com o autor