Usina de Letras
Usina de Letras
60 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60230 )

Cartas ( 21285)

Contos (13379)

Cordel (10346)

Cronicas (22252)

Discursos (3185)

Ensaios - (9657)

Erótico (13515)

Frases (47964)

Humor (19472)

Infantil (4770)

Infanto Juvenil (4108)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1344)

Poesias (139137)

Redação (3095)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5760)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Ensaios-->Priya Rai (ensaio e vídeos espetaculares) -- 06/02/2011 - 06:54 (CARLOS CUNHA / o poeta sem limites) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos




















O poeta sem limites apresenta no

Harém do Poeta / 2011



Priya Rai















Vídeos Eróticos com Priya Rai




























Kelly Amaral




Babalu




Thais Vieira




Karina Ferrari




Patricia Kimberly




July Paiva




Vivian Mello




Cleo Cadilac




Regina Rizzi




Alessandra Marques




Suzana Rios




Karen Meneguel




Emanuelle Diniz




Natalia Lemos



Kelly Amaral



Claudia Rossi




Claudia Ferrari




Leila Ferraz




Amanda Benites




Bruna Surfistinha




Melissa Pitanga




Marcelinha Moraes




Agatha Moreno




Caroline Miranda




Monica Mattos




Marcia Imperator





Fernandinha Fernandez





Valéria Azevedo





Julia Fontanelli





Cinthia Santos





Talita Brandão





Vivi Fernandez





Anitta Ferrari





Michelle Costa





Mariana Sato





Bruna Ferraz





Mayara Shelson





Regininha Poltergeist





Julia Paes





Milena Santos





Sheila Brown





Paula Bonye





Bianca Mello





Larissa Mendes





Ju Pantera





Tamiry Chiavari





Mayara Rodrigues





Suzana Rios





Fernanda Franklin





Fabiane Thompson





Joyce Oliveira





Jessica & Giselle Correa





Scheila Carvalho





Erika Martinelli





Nana Gouvea




















HARÉM DO POETA 2010




As mulheres mais belas e gostosas encontradas na Net

Milhares de fotos, gifs animados e vídeos eróticos de longa duração










( clique na letra abaixo )












“Frases, pensamentos e pequenas crônicas eróticas”



001Adoraria 002Alimento003A004O005Gostar006Se007A008Sedenta,009Só010Se
011Na012Se013Mulheres014Fêmeas015Neste016Um017Uma018Amores019A020Penso

021Antes022Gostar023O024Era025Uma026Estávamos027Se028Cada029Flores,030Se

031Empreste-me032Dentro033Diga034Quem035Entre036O037Sendo038…Sou039…e040Sempre

041O042Elas043A044Sempre045Mulher046Todas047As048Uma049Toda050…Já

051Quero052Enormes,053A054O055A056É057Lamber058Fuder059Não060Vamos

061Quando062Quando063Afague064...065“As 066A067O068Ela069Somente070A

071Uma072Quando073A074Se075Historicamente,









Quem sabe se é por serem acanhadas, tímidas, ou tudo isso talvez até pela educação castrante recebida, que existem algumas meninas que quando fazem amor, o ato acontece cheio de nojos, preconceitos e é sempre frustrante! Morrem de medo de serem chamadas de vulgares e ficam horrorizadas com a liberdade envolta delas. Se uma delas abrir as ”Dobradinhas de Sacanagem”, irá censurar e ficar escandalizada com as fotos e os vídeos que verá, mas com certeza também irá se encher de inveja das outras meninas que encontrará lá, e se não sair correndo não agüentará e vai acabar se masturbando. São páginas desaconselháveis à elas e proibidas para os hipócritas e para aqueles que tem a mente fechada. Bem vindos e um ótimo divertimento àqueles que não se importam e que até se orgulham quando são chamados de devassos(as)!


”Dobradinhas de Sacanagem”




Audrey Hollander - Claudia Rossi - Brittnei Skye - Dominica Leoni



Aaralyn Barra - Bridgette Kerkova - Cytherea - Dana Vespoli



Eva Angelina - Felicia Fox - Gia Paloma - Havana Ginger



Elizabeth Lawrence - Faith Leon - Gloria Gucci - Hannah Harper



Inari Vachs - Jada Fire - Katja Kassim - Lucy Lee



Isabel Ice - Jenna Haze - Katy Caro - Lyla Lei



Monica Mattos - Nikita Denise - Olivia Del Rio - Paola Rey



Myka Tan - Nicole Brazzle - Olivia O’ Loveli - Phoenix Ray



Rebecca Linares - Sabrine Maui - Tiffany Taylor - Victoria Sweet



Renee Pornero - Silvia Saint - Tabitha Stevens - Vanessa Lane











Série de Eróticos Lésbicos
“COLÉGIO DE MOÇAS”







Gangs de sexo no “COLÉGIO DE MOÇAS”

O que viu a deixou estarrecida, e também excitada. Reconheceu Marli, a moça mais bonita da classe em que tinha caído, e Vera que era uma lourinha sardenta com jeitinho sapeca. As duas belas mulheres de seus 19 e 20 anos estavam nuas, suas camisolas jogadas no chão e elas beijavam-se na boca enquanto esfregavam as vaginas uma na outra. Em dado momento Vera começou a chupar os seios de Marli, que levantou uma perna e a apoiou sobre o vaso sanitário. Ela então abaixou e começou a lamber a vagina dela.
Nesta altura Cristina já não agüentava mais de tesão, sua calcinha estava toda molhada. Correu para um reservado desocupado e se masturbou...



Uma mulata de grelo enorme no “COLÉGIO DE MOÇAS”

Cristina, Marli e Vera transavam todos os dias, depois da noite em que formaram sua gang, uma com outra ou as três juntas. Um fato sensacional aconteceu quando descobriram Maria do Carmo, uma aluna do segundo ano, mulata um pouquinho feia e bastante gordinha. Ela era conhecida por todas como uma “beata” – eram assim chamadas, pelas moças do colégio, as meninas que não pertenciam a nenhuma gang e que não transavam com nenhuma amiga. Na verdade quem a descobriu foi a Vera.
Um dia, quando voltou do banho, contou pras amigas que o chuveiro em que ela estava tinha queimado e ela teve de ir para o do lado, que estava ocupado pela Maria do Carmo. Pediu licença para tomarem banho juntas e ela permitiu...



Suruba na despedida pras férias no “COLÉGIO DE MOÇAS”

Era a ultima semana de aula no colégio e as alunas estavam ansiosas para saírem de férias. As orgias lésbicas delas com sua gang estavam desenfreadas e elas pareciam querer extrair todo o prazer de si mesmas e de suas parceiras para amenizar a falta que sentiriam delas enquanto estivessem em seus lares.
Naquelas noites, mal á irmã que era monitora se retirava para seu quarto, várias delas iam imediatamente para o banheiro, onde os reservados ficavam lotados, e as outras esperavam ansiosas a vinda delas para irem também trocar carícias com suas amadas.
Depois do almoço do dia anterior ao que iriam para casa a Maria do Carmo conversava com uma outra aluna que se chamava Valéria e era de uma gang que não era a dela. Estavam no jardim da escola e jogavam conversa fora alegremente quando uma das parceiras de gang da menina as interrompeu...



Brinquedos eróticos japoneses no “COLÉGIO DE MOÇAS”

Ela abriu a mala, tirou dela um cordão de bolinhas, igual ao que tinha visto no vídeo no apartamento da japonesa, e chamou duas das meninas. Pediu que uma delas deitasse e arreganhasse as pernas, para que a outra enfiasse a cabeça entre elas e a chupasse e começou a introduzir as bolinhas no rabo dela. Quando estavam todas introduzidas, ela prendeu a ponta do cordão com o dente e começou retirar as bolinhas, uma a uma, bem devagar. A menina que estava de quatro começou a dar altos gemidos enquanto metia a língua com mais vontade na buceta da amiga.
Depois tirou da mala um cinto largo, com um pênis artificial preso nele, vários modelos exóticos de vibradores e um monte de tranqueiras eróticas...



A mãe entendida de uma aluna do “COLÉGIO DE MOÇAS”

Olhava encantada sua vagina se encaixar na dela transformando o monte de pelos que tinham em uma coisa só e se deliciava sentindo seus clitóris roçarem. A cada posição que assumiam o prazer se renovava e era cada vez mais intenso.
Procurou ser uma aluna aplicada e dar todo o prazer que uma mulher pode proporcionar a outra, não só receber. Durante o resto da noite a freguesa lhe ensinou isso a e permitiu que ela o retribuísse.
Quando paravam para descansar elas tomavam champanhe e depois o derramavam em suas vaginas e o bebiam como se elas fossem cálices carnudos. Aquele gosto de carne misturado ao champanhe era para elas um verdadeiro néctar.
Pela manhã foi embora para abrir a loja e dias depois soube através de sua patroa, que a amiga tinha ido para Londres viver com o marido. Recebeu dela um cartão postal maravilhoso e sua vida mudou totalmente. Aprendeu com ela as delícias pelo mesmo sexo...



2010, ano de descabaçamento no “COLÉGIO DE MOÇAS”

Ana Cristina abriu as pernas de Maria do Carmo, que como em todo dia quente estava sempre sem calcinha, e se estendendo na grama enfiou a cabeça entre elas. Meteu com gosto a boca na buceta da amiga, que encostada na árvore passou a dar gemidos prazerosos com as lambidas da língua molhada da amiga, intercaladas com as mordidas suaves que recebia no grelo...
Não muito longe dali, sem ser vista, uma nova aluna apreciava a sacanagem que rolava entre as alunas mais velhas. Era uma loirinha pequena de cabelos curtos que, vendo o malho que as outras meninas davam, encostou-se numa árvore, ergueu a saia xadrez do uniforme e abaixando a calcinha segurou um “pinto enorme” e se masturbou com um sorriso irônico nos lábios.
“Vou adorar esta escola”, Juçara – era esse o nome da nova aluna - pensava enquanto a porra branca e grossa que ejaculava salpicava a grama em volta dela...










Clique na bandeira para ver a deliciosa musa do seu time












Estórias e aventuras das ”Meninas da noite”

São tantas que não dá para falar sobre elas todas em uma história só! Enquanto as pessoas ditas normais e que vivem seus padrões tradicionais rotineiros, opacos e sem sal dormem, essas garotas simplesmente barbarizam em suas existências e dominam a alegria do mundo. Amam com uma intensidade fantástica e levam suas vidas dessa mesma maneira intensa, as devoram como se elas fossem pratos finos e suculentos.
Cristianes, Iolandas, Marildas, Bárbaras, Magalis, Marias ou simplesmente “meninas da noite” sem nome. Todas vivem na penumbra e no anonimato, são “meninas da noite” á procura de tudo e encontrando esse tudo no fator de existirem em total liberdade.
Os homens heterossexuais saem á caça delas para comê-las, as lésbicas as tem como parceiras – pois muitas delas também o são – e os gays as respeitam e as adoram por serem verdadeiras amigas e irmãs para eles. Mesmo aqueles que as censuram e desaprovam a maneira de vida delas – os que se acham santinhos e que dormem enquanto elas vivem intensamente – tem sonhos libidinosos e fantasiam situações com elas que escondem de si próprios, além de baterem muitas punhetas pensando nelas. Leia as estórias que contam um pouco sobre a vida delas...





A hora da coruja

Algumas horas depois ela saiu pela porta do prédio de apartamentos em que morava. O sol já tinha ido embora e as pessoas voltavam para casa, cansadas do dia exaustivo que tiveram em seu trabalho. Todos que por ali passavam tiveram a sua atenção atraída pela beleza daquela mulher elegante que trajava um belíssimo vestido, de seda branca, com um decote generoso que colocava em destaque os seus seios fartos. Ele tinha uma abertura, do lado esquerdo, que permitia que fosse vista a coxa lisa e grossa que ela tinha em suas longas e belas pernas.
Atravessou a rua em direção de um lindo automóvel amarelo, que teve a sua porta aberta assim que ela se aproximou. Quando ela entrou nele, ele saiu rodando pelo asfalto levando-a para mil prazeres, emoções e alegrias.
Ela sentou-se ao lado da pessoa que estava na direção, encostou os seus lábios nos dela e deu-lhe um beijo rápido e carinhoso, e ela lhe disse:

- Oi Cris, conseguiu dormir bem. Está pronta para começar tudo de novo?...



E assim todo mundo goza

...quando voltou encontrou as duas abraçadas se beijando e ficou sem saber o que fazer. Quando perceberam que ele tinha voltado elas se soltaram e a Iolanda foi até o aparelho de som, colocou nele uma musica bem suave e disse:

- Você parece um tanto constrangido Carlos. Nunca viu duas mulheres se beijarem?

- É que... Bem eu... Se vocês quiserem ficar sozinhas, tudo bem.

- Claro que não Carlos, se fosse isso não o tínhamos trazido conosco. Se o fizemos é porque queremos transar com você, a Iolanda disse e enquanto falava as duas tiraram as roupas e ficaram nuas na frente dele.

A Marilda deitou-se no tapete com as pernas erguidas e arreganhas e a Iolanda de quatro entrou entre elas. Ficou com a bunda enorme e convidativa voltada pra ele e falou, antes de começar chupar a amiga:

- Vem Carlos, me enraba enquanto eu chupo a buceta dela e assim todo mundo goza.



Vinho & sexo, um grande remédio para a dor da alma

Sobre a mesa o copo de cerveja perdeu o colar de branca espuma e o cigarro queimou esquecido no cinzeiro. O moço que estava ali sentado há bastante tempo tinha o olhar perdido no nada e a alma dorida, pois a pouco perdera um grande amor.
Era sexta feira e o movimento era forte, apesar da noite mal haver começado. A porta se abria toda hora e moças e rapazes cheios de alegria entravam e saiam por ela e o bar ficava cada vez mais cheio de gente. Aquele pequeno espaço que tinha um pouco mais de uma dúzia de pequenas mesas nele era um espelho que refletia a intensidade da vida, só que aquele moço sentado lá no fundo nada via. Estava entregue á lembranças maravilhosas, mas sentia-se morto e nada do que acontecia em sua volta lhe interessava. Os focos de luzes que cortavam o ambiente e refletiam pontos coloridos em movimento nas paredes nada mais faziam do que dar clareza a saudade que ele sentia e a música romântica que tocava feria como um estilete pontudo e cheio de veneno o seu coração. As lembranças de um passado recente e muito belo insistiam em atormentar a sua alma.
Numa mesa próxima duas garotas conversavam...



As gêmeas e o namorado da prima

…- Oi cara, seja bem vindo. A rapaziada está bem á vontade e espero que você goste da festa. Fica como se estivesse em sua casa e vê se faz amizade com eles e se divirta.

- Deixa com a gente Claudinho, logo ele estará conhecendo todo mundo e se sentindo em casa como você falou. Me deixa agora eu colocar o “bagulho” lá na mesa pro pessoal se servir.
O Claudinho voltou a dançar com o pessoal que estava no meio da sala e a Maria Rosa foi colocar a maconha sobre a mesa. Quebrou o tablete em pequenos pedaços e depois de pegar um deles e uma seda se dirigiu para um sofá em um canto da sala, para o qual sua irmã e o José Carlos tinham ido. Quando chegou lá, com o “baseado” já enrolado e aceso, os encontrou sentados nele e viu que a irmã tinha um seio de fora, que era sugado pelo rapaz. Sentou-se também ao lado dele e deixando o “baseado” cair no chão abriu o zíper de suas calças, tirou o seu pau para fora e começou a chupá-lo cheia de vontade. Logo ela tinha a boca cheia da porra que ele tinha gozado e ele não sentia mais a enorme dor de cotovelo por causa da briga com a namorada.



A filha “metelona” do pastor de igreja

Quando os rapazes chegaram, para pegá-las, elas estavam deslumbrantes. Como a boate que iam era um lugar de classe, elas se produziram de acordo para irem a ela.
Trajadas com vestidos de noite elegantes, e adornadas com jóias belíssimas e bastante discretas. Elas estavam elegantes, e eram duas mulheres deliciosas.
A Cristiane tinha feito no cabelo da amiga uma trança bem fina, que cortava um dos lados da volumosa cabeleira que ela tinha, e prendido ela com uma presilha de madrepérola.
Estavam elegantes, lindas, envolventes e assim foram com os rapazes para a boate.
Ao chegarem lá se entregaram ao clima de festa que nela imperava. Começaram a tomar algum Martinez e a dançar.
Em meio daquela alegria toda Cristiane viu que sua amiga, de repente, ficou paralisada e muito branca. Olhou então para a direção que os olhos dela estavam olhando e viu um senhor sentado em uma das mesas com uma moça seminua e com os peitos de fora, sentada em seu colo.
O paletó do homem estava no encosto da cadeira, em que ele estava sentado, sua gravata estava torta, os botões da sua camisa estavam abertos e a sua mão apertava os seios da moça que pegava no seu pênis, por cima da calça, na frente de todo mundo. Cristiane perguntou nessa hora a sua amiga...



Buceta com farinha

- Oi Rosinha, você está linda! Adorei sua maquiagem. Essa máscara negra, em uma das suas faces, ta o maior barato!

- Oi, até que enfim. Você disse que ia vir as dez e meia e são quase meia noite!

- É que fui atrás do seu presente e demorei pra descolar. Feliz Aniversário, a Ana Claudia falou e estendeu para a amiga um pacote pequeno e branco, embrulhado em papel plástico transparente.

- Claudinha! Tudo isso de “farinha”?

- Ora, você mesma não disse que esta era uma noite especial? Ia querer que a gente a passasse de “careta”?

- Só você mesma! – a Rosinha falou e deu nela um demorado beijo na boca.
Mais de duas horas depois, já passavam das duas da manhã, e elas ainda não tinham saído. Quanto mais cheiravam mais queriam cheirar e quando finalmente saíram pra noitada tinham os olhos esbugalhados e muito brilhantes. Estavam “completamente chapadas” e sentiam-se alucinadas...



Ela e a outra... Beijos e carícias ao luar

“É agora garota”, ela pensou maravilhada! “Chegou à hora de você colocar em prática as suas fantasias. Mas pra onde nós vamos? Um lugar especial... Ela quer me levar pra um lugar especial. Vou deixar essa dúvida e meu medo de lado, é claro que eu quero ir, mas onde fica esse lugar?”

Que maravilhoso era o clima de mistério que o seu pensamento estava criando. Mais lindo ainda era o olhar apaixonado que recebia da outra, enquanto seus pensamentos não paravam de fantasiar.

“ O que será que vai acontecer?”– ela não conseguia parar de pensar. “Será que vai rolar um beijo? Dá tesão só de pensar... Ela é uma mulher... Não, ela é alguém especial e só vai rolar com ela. Esqueci que ela não é mulher, é só um novo amor e a realização de meus sonhos. Eu não gosto de mulheres, só que ela é alguém especial, muito especial...”

Depois de andarem de mãos dadas, por um tempo que lhe pareceu ser quase uma década, a outra mostrou pra ela um lugar lindo. Na beira de um laguinho ela viu, escondido entre algumas árvores, um gramado verde e macio...

“Relaxa garota! Nada de cabeça dando voltas, logo agora”, ela pensava enquanto vivia um sonho.

A outra sentou ao lado dela, quando chegaram no gramado, e ela sentiu a perna dela na sua...



Estupro na cadeia feminina

- Fica fria menina que eu não vou te fazer mal não. Só quero que você seja boazinha pra mim que ai nada de ruim vai acontecer.

- Mas dona, o que a senhora quer de mim? Não judia de mim não.

- Lógico que eu não vou judiar de você. Só quero te fazer carinho e deixar você feliz. Vem me da um beijo, ela falou tentando abraçá-la.

- Pelo amor de Deus, não faz isso comig...
A suplica dela, que se esquivando do abraço começou a fazer em voz alta e desesperada, foi cortada com um tapa de mão aberta que a mulher desferiu em seu rosto enquanto dizia:

- Cala a boca sua vagabundinha. Aqui ninguém entra sem fazer o que eu quero. Ou você me obedece ou eu te machuco bastante.

A mulher, que estava sem calcinha, ergueu a saia de tecido barato que usava a pegando pelo cabelo a forçou pra que ela colocasse a cabeça entre suas pernas. Começou a esfregar o rosto dela, que chorava desesperada, em sua vagina e a dizer pra ela:

- Chupa sua vaquinha. Vamos lambe se não eu te corto todinha.
Sentindo uma dor enorme na cabeça, que tinha os cabelos quase arrancados, ela obedeceu à mulher. Com o rosto todo molhado pelas lágrimas que escorria, da dor do seu desespero, lambeu aquela buceta peluda e malcheirosa, que ficou melada com o contato de sua língua.

- Assim... Assim... Chupa menina, chupa que é gostoso, a mulher falava e aumentava a força que fazia ao puxar os cabelos dela...



Amores perigosos da madrugada

A penumbra do salão era cortada, em todas as direções, por faixas de luzes coloridas, que juntas a música altíssima que rolava dava ao ambiente um clima de magia e loucura. Nele havia dezenas de jovens que viviam aquela madrugada da forma mais intensa que conheciam. As roupas que usavam eram de cores berrantes e nada convencionais, os cabelos com cortes e tinturas bizarras, o uso de brincos enormes, argolas, coleiras e todo tipo de adorno extravagante os faziam parecer bastante anormais. Tinha um ou outro com uma aparência mais discreta, mas eram bem poucos.
As meninas da noite transpiravam sexo. Elas trocavam beijos ardentes com as parceiras, como se estivessem sozinhas e não existisse a multidão que as cercavam, tinham os seios chupados pelos namorados nas mesas centrais e ninguém reparava porque tudo o que acontecia naquele ambiente era visto como normal.
Quase todos ali faziam uma “viagem individual”. Uns estavam encharcados de bebidas alcoólicas, outros tinham fumado um “baseado” e havia muitos deles que tinham cheirado uma “farinha”, ingerido um ácido ou tomado algo na “corda” pra curtir com total intensidade aquela madrugada. Ali rolava de tudo...



Masturbando o bucetão peludo e negro

...começou a percorrer com suavidade seu corpo escultural, de mulher com a alma em chamas e a carne ardente e sedenta, que era refletido no espelho enorme que tomava todo o teto da sala. Via encantada ela – a sua mão - deslizar pela pele de sua barriga macia e delirava com o prazer que isso lhe causava. Circundar seu umbigo perfeito, se afastar até sua cintura fina para voltar lentamente e descer até o meio das coxas no mesmo ritmo vagaroso.
As cerdas do tapete que tocavam suas costas, as nádegas, parte das pernas longas, e em que seus calcanhares apoiavam toda vez que erguia as ancas e se contorcia delirante, beijavam seus longos cabelos castanhos que estava entre elas espalhado.
Sentia prazer. Tanto que ao fechar os olhos, fantasias e sonhos de amor e orgia desfilavam como num filme divino e eram projetados em sua alma. Sua carne refletia a fita, projetava para dentro de si cenas maravilhosas.
Enfim teve um orgasmo e o vibrador, que sua outra mão usara para penetrar na vagina e se masturbar enquanto sonhava e soltava gemidos delirantes, ficou caído ao lado da mancha cremosa que surgiu no tapete rosa, ao lado de seu bucetão coberto de pelos negros, agora embranquecidos e também melados pelo seu gozo abundante.



Surubas Lésbicas

- É claro. Ela é gringa e deve estar passeando aqui no Rio. Já vi muitas fotos dela na internet no maior malho com vários homens e com outras mulheres lindas como ela. Você nem imagina como é maravilhoso o bucetão enorme que ela tem e como ela chupa os peitos, lambe alucinada e mete a língua com vontade na buceta de uma parceira! Deve a ter feito gozar um bocado de gente quando tiraram as fotos e com certeza ela se esbaldou de prazer. O nome dela é Jada Fire.

- Jura?! E então... Será que não dá pra rolar uma brincadeira com ela?

- Sei lá, acho que não. Ela é uma estrela pornô famosa e nem imagino como é a cabeça dela. Entrei outro dia numa página com um monte de fotos e vídeos dela e você nem imagina como essa preta “fode” menina! Ela fudendo, chupando uma rola, dando o cu e extrapolando em outras doideiras sexuais é incrível, mas quando vi um vídeo dela chupando, sendo chupada e participando de uma suruba feroz com a Dana DeArmonde, Flower Tucci, Britney Stevens, Sindee Fennings e a Lexi Love eu quase enlouqueci, não agüentei e me masturbei desesperada de tesão em frente ao computador. Ia adorar ter meu cuzinho lambido pela língua dela e sei que seria maravilhoso chupá-la, mas acho que é só um sonho impossível, afinal ela não é do nosso mundo! Vamos dar um tempo por aqui pra ver o que acontece, quem sabe o que pode rolar numa noite de sorte?









Nas páginas do Poeta lazer, cultura e diversão para todas as idades



Maravilhosos Desenhos Animados





Carangos & Motocas – Juca é uma peste – Turma da Fé - Fábulas da Floresta Verde




O Ciclo da Água – A Formiga Atômica - O Barbeiro de Sevilha – Sítio do Pica Pau Amarelo




A receita diabólica – Tudo nos punhos e nada na cabeça – Os Bombeiros - Chaves/Os Balões




Pato Donald - O PicaPau – Pernalonga e Patolino – A Árvore de Natal do Pluto




Chaves – Evinha – Tarzan e Jane – Alladin, o bom ladrão




Aventuras do Gasparzinho – Coisa de Louco – A Bela e a Fera - Na época dos dinossauros




Aquarela do Brazil – O Rei Leão – Pato Donald e Zé Carioca – O Touro Ferdinando




Origem do Homem Aranha – A Hera do Gelo – O Circo da Jojô – Monica e Cebolinha




O Coelho Esperto – Desenhos dos Anos 80 – Deu a louca na galera da Disney - A Gaita de Foles




Textos e Contos Eróticos do Poeta



A literature erótica

A vida dura de um escritor de eróticos

Amante sem pudor

A masturbação…

Agradecimento das mulheres

Amante de um homem muito sério

A sedução da aranha

A cantada do Poeta

ANJO NEGRO (suruba pra comemorar a vitória)

A menina dormiu toda melada

A lava do prazer

A audácia da mulher moderna

A menina masturba-se com calma

Adormeço no palco da certeza

A linha que divide o Erotismo da Pornografia

Aonde come um, comem dez!

As Bundas

As confissões de um sacristão gay

A cabra do Serafim

A bisexualidade feminina

A mulher japonesa

Amigo… Amante

A caminho do motel

A amiga da filha

Amante sem fronteiras

A gostosa de Sorocaba

Beijo de Amigo

Bebo deliciado o gozo que escorre de você

Brincadeira entre meninas

Buceta com farinha

Beijo sedento e voluptoso

Camilinha & Percival

Curiosidades sobre sexo

Combates na Guerra do amor

CHUPA / CHUPA

Corpos ávidos de desejo

Chegar a meia idade de “pau duro”

Compromisso adiado

Conversa de Duas Adolescentes

Divertidas orgias a três...

Dasdores, a grande paixão de um corno!

É mais facil ser “puta” no Japão!

Enfia essa porra no meu cu, é assim que eu gosto!

Declaração de amor de um homem apaixonado

Enfia essa porra no meu cu, é assim que eu gosto!

Ele bateu “uma punheta” e foi dormir

Enfia a língua no meu cu, enfia... Enfiaaaaaa...

Eróticos/lésbicos “Colégio de Moças”

Fantasias virtuais de sexo

Férias Maravilhosas

Foi bom amor! Quero mais...

Festa de Embalo

Flagrante de adultério

Gays que acreditam em contos de fadas!

Gemidos, súplicas e exclamações mágicas de gozo

Homossexualismo em família

Iolanda, aquela que o destino fez puta!

Instinto de mãe e de mulher

Irmã Clarissa e o jovem padre

Lágrimas da carne

Liberdade de instintos

Minha língua te lambe

Me chuuuupa!!!

Mostre-me como você se masturba!

Masturbação,um menage solitário

Murmuras, aquilo que mais me excita!

Mulheres…

Meter nela ou meter com ela?!

Meu amigo “Babão”

Minhas mãos te fazem gozar

Meus desejos escondidos

Mulheres Divinas!!!

Nada como um cuzinho no café da manhã!

Notícia de jornal

Nossas brincadeiras de amor

Nossos momentos pervertidos

Noite solitária de uma menina

Não existe o feio na vida!

Nu sob os lençois...

Nunca ninguém me chupou como você!

O primeiro beijo



O velório de um “viado” sábio

Onde termina a areia

O sono dos amantes

O melado quente que escorre na hora do seu gozo

O sono calmo das amantes saciadas

O amor e a distância

O amante de Tereza da Praia

O gozo maior

O suor de uma rainha

O vizinho “punheteiro”

O enorme peso de um cabaço

Os peidos da mulata

O casal de americanos e o garotão



O desespero de um corno apaixonado

O nascimento de um grande amor

Os segredos de uma mãe puritana

O padre e a viúva

O “rego” da Santinha

Os gozos e prazeres que sua carne me da!

O prazer e o delírio do sexo oral

Putas & Madames

Papai e o “viadinho”

Puta, explícita, menina e minha

Putaria com a “Turma da Mônica”

Puta é puta, mesmo quando chega ao gozo!

Pessoas que odeiam o prazer

Que vontade de te comer menina!!!

Quando os apaixonados se tornam amantes

Rendas rasgadas e muito gozo

Rosa Negra

Sexo no Trânsito

Sedento, beberei o seu gozo

Sexo com platéia

Sonhos cheios de pecados

Sexo com Nexo! (comportamento “putal” )

Suruba na cachoeira de Guararema

Sua ausência torna a minha vida “sem Graça”

Sexo com um desconhecido

Sedução…

Sem calcinha na festa

Ser enrabada é a coisa mais gostosa da vida

Sexo, entrega e gozo...

Sonhos com mulheres/anjos

Somos Todos Devassos

Suruba na Mata Atlântica

Te desejo pura e simplesmente, sem palavras!

Troca de Casais

Tentando comer o cuzinho da esposa!

Uma deliciosa “chupeta” na madrugada

Uma deliciosa garota japonesa

Um sonho de empregada

Uma festa milionária

Uma mulher bela e insaciável!

Um “puta rabo”!

Uma partida de futebol feminino

Um “viado” diferente

Uma triste história de amor

Um “viado” japonês

Uma verdadeira devoradora

Um homem de poucas palavras, mas bom de cama!

Uma mulher deliciosa!

Uma puta nas estradas

Você…

”Viado” pobre

Vem, mete… Fode a sua irmãzinha!



Vídeos com o melhor da MPB






Adriana Calcanhoto – Andre Abujamra – Ana Carolina – Arrigo Barnabé





Biafra – Bebel Gilberto – Beto Guedes – Benito Di Paula





Carlos Lyra – Clara Nunes – Carmem Miranda – Chico Buarque de Holanda





Dalva de Oliveira – Daniel Jobim – Dorival Caymmi – Dolores Duran





Edu Lobo – Elis Regina – Elza Soares – Emilio Santiago





Flavio Venturini – Fernanda Abreu – Fagner – Fernando Brant





Geraldo Vandré – Gal Costa – Guilherme Arantes – Geraldo Azevedo





Herbert Viana





Ivan Lins – Itamar Assumpção – Ivo Pessoa





João Bosco – Jane Duboc – Jorge Vercilo – João Gilberto





Kiko Zambianchi





Leila Pinheiro – Luiz Melodia - Lupicínio Rodrigues - Luciana Mello





Milton Nascimento – Maysa Matarazzo – Maria Rita Mariano – MPB 4





Nara Leão – Nando Reis – Nana Caymmi





Orlando Morais – Oswaldo Montenegro





Paulinho Nogueira – Patrícia Max – Pixinguinha – Pedro Mariano





Ratto – Roberto Carlos – Roberto Ribeiro





Seu Jorge – Secos & Molhados - Sonekka





TIM Maia – Tetê Espíndola – Tom Jobim - Toquinho





Vinícius de Moraes





Wanderléa – Will Tapajero





Zeca Baleiro – Zezé Motta – Zé Ramalho – Zélia Duncan




Não existe idade para a alegria! As crianças também fazem parte das brincadeiras e diversões para o lazer do leitor das páginas do Poeta, onde elas e as mamães têm horas de entretenimento, todos os dias, além de sempre encontrarem alguma novidade interessante. Basta clicar para ir aonde a diversão se encontra.








Outros espaços do Poeta sem limites na NET



”Poesia & Sexo Sem Limites” o blogue do Poeta



















Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui