Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
47 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59032 )

Cartas ( 21233)

Contos (13075)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9399)

Erótico (13482)

Frases (46375)

Humor (19246)

Infantil (4422)

Infanto Juvenil (3669)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138127)

Redação (3048)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1943)

Textos Religiosos/Sermões (5490)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Comida de broteco: 3 panelas -- 25/01/2011 - 22:57 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Veja mais==>>>Presidentas proativas, presidentes reativas texto

(Extrato de e-mail sem créditos) Doce aroma do café Brotinho se queixa ao pai sobre sua vida e de como coisas são difíceis para ela. Ela não sabe mais o que fazer e quer desistir. Está cansada de lutar e combater, sem nenhum resultado. Parece que, assim que resolve problema, outro aparece. Seu Pai, “chef” de cozinha, leva-a ao seu local de trabalho. Ali enche três panelas com água e coloca cada qual em fogo alto. Na primeira ele coloca cenouras, na segunda, ovos e, na terceira, pó de café. Deixa que tudo ferva sem dizer palavra, só olha e sorri para seu brotinho enquanto esperam. Broto suspira e espera impacientemente, imagina sobre o que êle faz. Cerca de vinte minutos depois, ele apaga boca do fogão. Retira os ovos e os coloca em recipiente, pega as cenouras e coloca-as em prato e, finalmente, tira o café com concha e o coloca em tijelinha. Vira-se para seu broto, e pergunta: —Querida, o quê vê? —Ovos, cenouras e café! Broto responde. Ele leva-a para mais perto e pede-lhe para experimentar cenouras. Brotinho obedece e nota que cenouras estão macias. Ele, então, pede-lhe que pegue um ovo e o quebre. Ela obedece e, depois de retirar a casca, verifica que ovo está duro por causa da fervura. Finalmente, ele lhe pede que tome um gole do café. Ela sorri ao provar seu aroma delicioso. Surpreendida e intrigada a filha pergunta: — O que significa isto, pai? Ele explica que cada alimento enfrenta mesma adversidade: água fervente. Só que reagem de maneira diferente. A cenoura entra na água, forte, firme e inflexivel. Mas depois que se submete à água fervente, ela amolece e se torna frágil. Ovo entra frágil na água; sua cascas fina protege seu líquido interior. Mas depois que se submete à água fervente, seu interior se endurece. Pó de café, contudo, é incomparável. Depois que se submete à água fervente, ele transforma a água. —Qual dos três elementos é você? Quando a adversidade bate a sua porta, como você responde? Ele pergunta pra filha. —Você é do tipo cenoura, ovo ou pó de café? Qual dos três elementos é você? Você é como cenoura que parece forte, mas diante de dor e de adversidade você murcha e se torna frágil e perde sua força? Será que você é como ovo, que começa com coração maleável, com espírito fluido, mas depois de alguma morte, separação, doença, ou demissão, você se torna mais difícil, duro e inflexivel? Sua casca parece a mesma, mas você está mais amargo e obstinado, com coração e espírito inflexíveis? Ou será que você é como pó de café? Café muda a água fervente, elemento que lhe causa dor, quando chega ao ponto máximo de sua fervura; então, ele consegue máximo de seu sabor e aroma. Que Deus lhe faça como pó de café, que quando coisas ficam ruins, você possa reagir de forma positiva, se torne melhor sem se deixar vencer pelas circunstancias, e possa fazer com que coisas em torno de você também se tornem melhores! Que, diante da adversidade da vida, exista sempre uma luz que ilumine seu caminho e das pessoas que lhe rodeiam. Que você possa sempre espalhar e irradiar otimismo e alegria do “Doce aroma do café” com sua força. Para que nunca perca esse cheiro agradável e inigualável que só você sabe propagar. E que você possa transformar adversidades em algo melhor, amparado por Deus. Somos responsáveis por nossas próprias decisões. Cabe-nos, somente a nós, decidir se crise afeta, ou não, nosso rendimento profissional, nossos relacionamentos pessoais, nossa vida. Ao ouvir outras pessoas reclamando da situação, ofereça uma palavra positiva. Mas você precisa acreditar nisso. Confiar que você tem capacidade suficiente para superar desafios. Espero, nestas semanas que se seguem, que lhe convidem para tomar café, e que você possa repassar essa história. Vida não tem importância se não for capaz de imputar positivamente a outras vidas. O que você é: cenoura, ovo ou café? Vamos procurar ser CAFÉ, usando adversidades para modificar o sabor da vida, com especial aroma, sempre!
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 38Exibido 535 vezesFale com o autor