Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
168 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58274 )
Cartas ( 21211)
Contos (12885)
Cordel (10242)
Crônicas (22111)
Discursos (3152)
Ensaios - (9258)
Erótico (13456)
Frases (45463)
Humor (18981)
Infantil (4209)
Infanto Juvenil (3302)
Letras de Música (5511)
Peça de Teatro (1329)
Poesias (138795)
Redação (3005)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1935)
Textos Religiosos/Sermões (5287)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->A NUVEM -- 26/10/2010 - 00:35 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A NUVEM

Você já observou uma nuvem caminhando? Se ainda não, quer um conselho melhor? Observe-a em uma noite de luar, como eu estou fazendo agora.

Veja, ali vem uma, distante de onde estou! Passou por uma estrela... Por outra... E vem chegando... Já está perto da lua.

Poxa, agora me confundi; já não sei quem está andando, se a nuvem, a lua, ou as estrelas!

Busco, com o braço estendido, sentir a direção em que está soprando a brisa fresca que envolve a noite e, assim, tenho a certeza de que é a nuvem que passa.

O céu vai ficando cada vez mais lindo, no seu azul intenso... E a nuvem foi embora. Que pena!
A lua e as estrelas ficaram na abóbada imensa, a noite continua bela, mas a nuvem se foi...

Oh, é lindo e lamentável ser nuvem! É belo quando ela passa deixando uma lembrança boa, mas é lastimoso que seja levada sempre e não possa caminhar para onde deseja.

Mesmo que ela me ouvisse, não poderia parar acima da minha casa para que eu melhor a admirasse, pois o vento a levaria embora.

E ela estava tão baixinha! Salvo se o vento também me escutasse. Bem que eu poderia tentar fazer o pedido! Ali vem outra nuvem...

Embalada pela mesma brisa, já estou quase dormindo. Como a nuvem, também passou a minha hora. Fica a lembrança do pedido.

Dalva da Trindade S. Oliveira
(março de1971/Editada em 25.10.2010)
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 3Exibido 324 vezesFale com o autor