Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
179 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58296 )
Cartas ( 21211)
Contos (12891)
Cordel (10242)
Crônicas (22116)
Discursos (3152)
Ensaios - (9262)
Erótico (13457)
Frases (45483)
Humor (18988)
Infantil (4215)
Infanto Juvenil (3309)
Letras de Música (5511)
Peça de Teatro (1329)
Poesias (138804)
Redação (3008)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1935)
Textos Religiosos/Sermões (5292)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->O QUE É O AMOR? -- 03/10/2010 - 01:01 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O QUE É O AMOR?

Você sabe o que é amar?
Amor se define?
Como você reconhece que está amando?

Não sei como as pessoas responderiam a essas perguntas e se as repostas, de alguma forma, seriam convincentes para mim.
É difícil perceber como conseguirei dirimir as minhas dúvidas romanescas.

Se o caminho correto é raciocinar, devo estar me perdendo, firmemente emaranhada nos meus pensamentos e, por conseguinte, fugindo à realidade.
Sim, sonho mais do que deveria; o resultado é que vivo como um pássaro, a voar pelas distâncias intangíveis, disputando o espaço cósmico com aqueles que são seus habitantes naturais.

Viver nas nuvens... Puro idealismo!
As nuvens, por mais densas que sejam, não tem a consistência para um ser humano habitá-las. Além do mais, esta seria uma atitude equivocada diante de uma realidade carente de muito labor, de esforço contínuo para satisfazer a necessidade de sobrevivência.
Eu, pássaro imaginário, a cortar o infinito...

Como posso me desligar assim?
Estarei apta a fugir do que me cerca só porque considero que o amor me alcançou?
Se não for amor o que me leva a essa abstração, conseguirei algum proveito distanciada da existência real das coisas?

O sonho me transforma e me transporta. Transforma-me em alguém alegre, tolerante, carinhosa e terna. Conduz-me, porém, a um estágio de superficialidade e desmembramento do mundo real semelhante ao estado de apatia. São sentimentos diversos atuando concomitantemente sem que eu tenha o discernimento para separá-los e entender quando um começa e até onde vai o alcance do outro.

Sigo sem conseguir me estabilizar no sonho ou na realidade... Flutuando, apenas.
Isto é amor?

Dalva da Trindade S. Oliveira
02.10.2010
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 3Exibido 299 vezesFale com o autor