Usina de Letras
Usina de Letras
34 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59274 )

Cartas ( 21241)

Contos (13148)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9463)

Erótico (13486)

Frases (46710)

Humor (19312)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->AO LADO DE MIM MESMA, SÓ ! -- 06/03/2003 - 16:09 (Leinecy Pereira Dorneles) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos




Percebo nitidamente, que estou só.

Sentada ao lado de mim mesma,

Estou só...

Sorvendo lentamente a solidão,

De ser só.

Estou curtindo, tranqüilamente,

Serenamente,

O silêncio, de sentir-me só!





Posso sentir o silêncio,

Do pensamento a ausentar-se,

Para deixar-me, completamente só

E, sem um pensamento seguer,

Posso dar asas, a minha imaginação.

De ser tremendamete só

Assustadoramente só,

Tranqüilamente só !





E, sem um pensamento seguer,

Posso dar asas, a minha imaginação.

De ser tremendamente,

Tranqüilamente,

Assustadoramente só!





E estando só,

Posso dar asas, a minha imaginação.

Posso sonhar... Iludir-me,

Dar formas a minha imaginação...

Permito que meus olhos,

Como borboletas esvoaçantes,

Pousem em mil sonhos , multicores.

Permito-me, dar as mãos aos imprevistos,

Deixo que o ocaso fantástico,

Cristalizarem-se, no inconsciente!





E fico só, abraçando o nada...

Pensando ter tudo...

Mas sentindo-me terrivelmente,

Assustadoramente só !

E fico no silêncio do nada,

Olhando o longe,

De como estou só...

AO LADO DE MIM MESMA, SÓ !



LEINECY PEREIRA DORNELES
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui