Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
180 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58296 )
Cartas ( 21211)
Contos (12891)
Cordel (10242)
Crônicas (22116)
Discursos (3152)
Ensaios - (9262)
Erótico (13457)
Frases (45483)
Humor (18988)
Infantil (4215)
Infanto Juvenil (3309)
Letras de Música (5511)
Peça de Teatro (1329)
Poesias (138804)
Redação (3008)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1935)
Textos Religiosos/Sermões (5292)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->SOBREVIVÊNCIA EM ORAÇÃO -- 28/11/2009 - 01:32 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
SOBREVIVÊNCIA EM ORAÇÃO

Preciso sobreviver para poder viver.

Sobreviver às privações, aos sacrifícios e às sujeições a que sou obrigada na sucessão dos dias. Sobreviver para lutar por uma vida melhor; não só para mim mas, e sobretudo, para aqueles com quem tenho a maior dívida de gratidão e carinho já contraida, e por quem precisa ter uma vida que não seja só de ceder, em favor de outrem, o direito que lhe cabe e por quem considera válido o sacrifício.

Preciso sobreviver para poder viver.

Viver uma existência melhor, onde eu possa sorrir com mais espontaneidade, sorriso livre e franco como estão me ensinando a sorrir agora. Viver para ser otimista e ter a capacidade de transmitir aos outros um pouco da força e da coragem adquiridas. Viver para um sonho e para uma realidade. Viver para uma ilusão e para o amor, os momentos lindos que nos oferecem a vida, a natureza, o mundo...

Viver para amar, dar, sorrir, cantar, retribuir, facilitar e completar o mundo que temos em nós, o mundo que tem nos outros, o mundo que tem no mundo, o mundo que tenho em mim.

Um mundo que tem como origem a bondade imensa de Alguém, de um Ser, de um Amor maior do que todos os outros e que me fez sentir, agora, a necessidade premente de dizer o Seu nome, de pedir a Sua proteção e de chamá-Lo, com carinho: - DEUS! Sim, meu Deus que, com o seu infinito amor, ajudará a mais uma criatura do seu mundo sobreviver.

Sobreviver para amar e transmitir esse amor.

Dalva da Trindade S. Oliveira
24.03.1972 -19h30m
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 3Exibido 312 vezesFale com o autor