Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
181 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58296 )
Cartas ( 21211)
Contos (12891)
Cordel (10242)
Crônicas (22116)
Discursos (3152)
Ensaios - (9262)
Erótico (13457)
Frases (45483)
Humor (18988)
Infantil (4215)
Infanto Juvenil (3309)
Letras de Música (5511)
Peça de Teatro (1329)
Poesias (138804)
Redação (3008)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1935)
Textos Religiosos/Sermões (5292)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->PARTO TEMPORÃO -- 25/11/2009 - 20:18 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
PARTO TEMPORÃO


“Meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim”
Caetano Veloso


Um mundo cheio de lembranças,
um mundo de esperanças, um coração repleto de amor, um amor maior do que o mundo
que quero guardar no coração!

É tão doce uma lembrança boa!
É tão triste a mágoa que fica!
É tão lindo poder esperar, desejar, sonhar!
É maravilhoso ser capaz de amar!

Hoje me sinto viva, hoje me sinto em paz...
Sei que ainda sou capaz de sentir emoções fortes, loucas e inebriantes...
Posso ainda, sentir, com toda a alma, o poder de amar!
Amar na sua forma intensa, total; amor de entrega, de sentir o mundo pequeno para abrigar as emoções; amor em comunhão com o ar, com a natureza, com tudo de belo que existe e nos envolve...

Ah, já sonhei tantas vezes, já senti tanta dor! Já gostei muito de viver meramente por viver! Já chorei tantas lágrimas devidas ou indevidas! Senti tantas alegrias programadas ou inesperadas! Enfim, já participei tanto do mundo que a mim se oferece que me sinto capaz de dominá-lo!
Domínio do mundo, domínio da vida...
Vida que se escoa no tempo, dominada mas sem se deixar aprisionar por alguém.

Apesar de tudo e de todos, ainda sou capaz de romper as amarras e os bloqueios do tempo e me sentir forte, capaz e feliz.
Vou “guardar o mundo em mim”... É gostoso demais!

Dalva da Trindade S. Oliveira
19.03.1985 – 22h15m
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 3Exibido 299 vezesFale com o autor