Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
85 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57053 )
Cartas ( 21170)
Contos (12588)
Cordel (10080)
Crônicas (22199)
Discursos (3134)
Ensaios - (9002)
Erótico (13395)
Frases (43645)
Humor (18455)
Infantil (3773)
Infanto Juvenil (2688)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138242)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4852)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->OBAMA PODE ENTRAR PARA A HISTÓRIA -- 21/01/2013 - 21:35 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Ao iniciar o segundo mandato como presidente dos EUA, Barack Obama fez história. Não tanto por ser o primeiro negro a ocupar o cargo mais importante do planeta pelo segundo mandato seguido, mas sim pelo discurso em favor da paz e da igualdade entre os homens, independentemente da cor, credo ou orientação sexual. E ao falar em espanhol mostrou sua preocupação com a questão dos imigrantes ilegais e disposto a mudar as leis para legalizá-los. Claro que seu discurso tinha um objetivo específico: agradar aqueles que de fato o elegeram – os hispânicos, os negros e todos aqueles que não suportam mais um país que vinha regredindo no tempo e exacerbando seu radicalismo cristão como forma de contrabalancear o radicalismo islâmico, o que não só não resolvia a questão como só fazia aumentar o antiamericanismo pelo mundo. Os EUA vinha aprofundando – e principalmente no governo Bush – a divisão social e caminhando para um abismo perigoso, cujo reflexo mais claro é a intransigência republicana que parece preferir o país num abismo a ceder na questão da reforma fiscal. Embora não tenha conseguido, Obama pelo menos deixou claro que fará de tudo para evitar o caus. No plano internacional, ao pregar o diálogo ao invés da guerra, estendeu, de certa forma, a mão aos inimigos. Se estes vão aceitar e preferir o diálogo à violência são outros quinhentos; mas que o mundo vai ver os EUA com mais simpatia e procurar o diálogo, ah isso vai. Talvez o problema mais difícil será a questão palestina. A comunidade internacional vem pressionando e os EUA terão de agir com muita firmeza para levar Israel a um acordo de paz. Até porque Israel vem radicalizando suas posições contra os palestinos e ampliando suas colônias na mesma proporção que os palestinos vem ganhando apoio. Os israelenses – exceção talvez de uma minoria – não querem a criação de um estado Palestino e farão de tudo para impedir. Só os EUA podem levar o governo israelense a ceder. Embora sejam parceiros e sempre estiveram unidos, Israel pode se tornar a maior dor de cabeça dos EUA nesse segundo mandato de Obama. E se conseguir fazer uma reforma a fim de acabar com o déficit fiscal e levar israelenses e palestinos à um acordo de paz, o negro e de origem muçulmana pode ser tornar um dos 3 maiores presidentes dos EUA.



ENCONTRE-ME TAMBÉM:

NO ORKUT

NO FACEBOOK

TWITTER

NO MEU BLOG







LEIA OUTROS ARTIGOS DE MINHA AUTORIA:

30 TEXTOS MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 6 MESES

O QUE ESPERAR DA ECONOMIA EM 2013

UMA AFRONTA À CONSTITUIÇÃO

O PREDOMÍNIO DO MAU GOSTO

O MENSALÃO E O RESULTADO DAS ELEIÇÕES

O AMADURECIMENTO POLÍTICO DO BRASIL

O VERDADEIRO OBJETIVO DO MENSALÃO

LULA CHEFE DO MENSALÃO?

O COMBATE À CORRUPÇÃO

O JULGAMENTO DO MENSALÃO E AS INPLICAÇÕES NO PT

AS ELEIÇÕES E O MENSALÃO

O MENSALÃO E UMA HISTÓRIA MAL CONTADA

O CAPITALISMO E A CRISE EUROPEIA

O MENSALÃO E A CONSTITUIÇÃO DE 1988

A MAGIA DO MAGEIA

JORNALISTA COMPLICA DE VEZ MARCONI PERILLO

LULA X GILMAR MENDES: TUDO MUITO ESTRANHO

AS RELAÇÕES DE PERILLO COM CACHOEIRA

QUANDO SE LÊ AS ENTRELINHAS

JOGO DE INTERESSES

A INTERVENÇÃO NA ECONOMIA E O RISCO ARGENTINA

OS SÍRIOS ABANDONADOS À PRÓPRIA SORTE

div>
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui