Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
55 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57090 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10090)
Crônicas (22209)
Discursos (3136)
Ensaios - (9013)
Erótico (13401)
Frases (43731)
Humor (18475)
Infantil (3786)
Infanto Juvenil (2710)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138298)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4882)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Festa do Caos -- 29/12/2012 - 21:36 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O Verão já chegou, o calor domina a nossa região nordeste, Salvador festeja o grande número de turistas que visita a nossa cidade.

Os turistas aparecem de todos os cantos, hoje uma grande porta para a nossa cidade soteropolitana é a visita de grandes navios transatlânticos, embarcações super modernas que atracam em nosso porto.

Em um triste contraponto, logo ali de junto, vemos as filas enormes de carros que percorrem praticamente toda a região, são pessoas que tentam sair da cidade via "ferry-boat", são poucas embarcações, as que ainda resistem estão sucateadas, o povo ainda festeja na fila, numa paciência sepulcral, outros até festejam com muita cerveja a fila interminável, inigualável; abrem os seus carros com sons que tomam o porta-malas, abrem também o isopor de cerveja e comemora a fila que não termina, não querem saber a horas que irão sair daquela triste situação, "adernam" o seu veículo e deixam ao sabor do tempo.

O povo é muito acomodado, ao invés de lutar, exigir um transporte digno, se manifestando, aceita complacentemente, o brasileiro é acomodado, só sai do seu comodismo quando quer levar alguma vantagem, não pensam no coletivo, é por isso que vivemos em um pais cheio de desigualdades e corruptos, porque se houver uma cerveja na mão e um sonzinho no porta-malas, a festa está garantida, não importa onde estiverem.







Marcelo de Oliveira Souza
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui