Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
102 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57096 )
Cartas ( 21170)
Contos (12597)
Cordel (10090)
Crônicas (22210)
Discursos (3136)
Ensaios - (9014)
Erótico (13401)
Frases (43744)
Humor (18481)
Infantil (3788)
Infanto Juvenil (2712)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138305)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4888)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Educação sexual e patrulhamento da liberdade de opinião -- 05/12/2008 - 18:07 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Educação sexual e patrulhamento da liberdade de opinião

Instituto Federalista - Análise escrita por Sem autoria definida, em 05/12/2008.

Ministério da Educação vai distribuir livro sobre diversidade sexual em escolas

Julio Severo
13.11.2008

Subject: ALERTA aos Pais e Avós! Ministério da Educação vai distribuir livro sobre diversidade sexual em escolas

Eu adoraria saber o que pretendem fazer com este país. E ninguém reage a nada! Enquanto isto não se ensina o elementar. Saem analfabetos funcionais após 16 anos de 'estudos'... .

O Ministério da Educação, que está envolvido no programa federal Brasil Sem Homofobia, distribuirá livro que apresenta o homossexualismo como mais uma alternativa de vida. A iniciativa começará pelo Estado do Rio de Janeiro, onde cerca de 1.600 escolas estaduais receberão um material 'educativo' sobre como valorizar a diversidade sexual dentro do ambiente escolar.

O livro 'Diversidade Sexual na Escola', de Alexandre Bortolini e publicado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), servirá como instrumento para os professores abordarem questões homossexuais em sala de aula. As questões tratadas abrangerão sexualidade, gênero, comportamento, religião, ética e violência.

O objetivo do Ministério da Educação ao distribuir o livro nas escolas é fazer com que educadores e alunos percam quaisquer visões contrárias ao comportamento sexual e se abram para uma nova perspectiva na questão da homossexualidade, travestilidade e transexualidade na escola.

O projeto, incluindo o livro, foi financiado pelo Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad/MEC). A distribuição será feita a partir de uma parceria com a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro, conforme informações do site homossexual 'Não Homofobia!'

O site 'Não Homofobia!' tem como objetivo coletar apoio e assinaturas para a aprovação do PLC 122, que transforma em crime opiniões contrárias à agenda gay. Se aprovado, o PLC 122 transformará em criminoso qualquer pai ou mãe que se opuser à doutrinação homossexual de seus filhos em sala de aula. O simples fato de um pai ou mãe dizer para o filho que homossexualismo é pecado poderá resultar em conseqüências criminais como multas, prisão e perda da guarda dos filhos.

O controle da área da educação é uma reivindicação antiga do movimento homossexual. Com a doutrinação homossexual patrocinada pelo governo nas escolas, crianças e adolescentes serão sistematicamente treinados, sob a força da lei, a desafiar opiniões que não respeitam a agenda gay. Por sua vez, os pais terão cada vez menos liberdade de abrir a boca, sob o risco de serem denunciados como 'homofóbicos' por qualquer mínima contrariedade ao homossexualismo.

Fonte: http://juliosevero. blogspot. com/

Veja mais em Reinaldo Azevedo


Comentario IF

Mais uma consequência de um modelo anacronicamente centralizado, que permite a invenção de tudo que se passa na cabeça de gente - e de grupos - que acham que podem impor sua vontade sobre toda uma Nação.

Educação deve começar na familia, e prosseguir na comunidade, com acompanhamento da familia e sem interferências provenientes de Brasília. E, por consequência, a cultura de cada região, de cada localidade, é que determinará o que é melhor em termos educacionais, quando é que se devem passar conceitos sobre sexo e outros assuntos, pois a criança deve ser respeitada em todas as suas fases de desenvolvimento. E isso não é estanque, pois a evolução da Humanidade, ainda mais com a propagação da comunicação, se processa naturalmente, aplicando-se os devidos filtros determinados pelas próprias localidades - determinações que também sofrerão alterações naturalmente.

Qualquer coisa diferente disso é caminho da destruição do tecido social, pelo desrespeito às diversas culturas espalhadas pelo Brasil. Há que se considerar que a base da educação não é técnica, é afetiva, pois todos somos, acima de qualquer coisa, construções emocionais. E subverter essa premissa é um atentado contra a própria humanidade de cada pessoa, que será afetada para o resto0 de sua vida. São os três primeiros anos de vida os mais importantes de todo o resto.

Ao que parece quer se transformar a Sociedade em algo bem diferente do que se construiu ao longo de 10 mil anos de formação humana, alteerando-se sua matriz sexual à base da força. O policiamento, o patrulhamento que se faz em relação à liberdade de opinião de cada indivíduo sobre condição sexual, certamente nos levará a uma sérei de outros patrulhamentos sobre aspectos da vida individual, chegando até a coisas bem simples. E, claro, será proibido, depois disso, expressar opiniões sobre os sábios governantes... sob pena de prisão.

O caminho está aberto e cabe à Sociedade lutar para fechá-lo o quanto antes. Uma das medidas, que vai além do volume de protestos - que infelizmente diminuirão por cansaço ao longo do tempo - é a descentralização dos poderes, para que se evnite que imposições do centro do Poder dominem toda a Nação de uma vez só. E urgente...


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 491Exibido 435 vezesFale com o autor