Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
255 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59142 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9441)

Erótico (13481)

Frases (46534)

Humor (19286)

Infantil (4462)

Infanto Juvenil (3733)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138253)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5528)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Letras_de_Música-->Canção sertaneja -- 03/10/2007 - 16:40 (Ulisses de Abreu) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Canção sertaneja





No meu quintal tem cipó

Nas cercas de bambus talhados

Entrelaçando-os vai dando nó

O meu pai de suor, molhado.



No meu quintal plantei meus sonhos

Queria ser doutor de medicina

Mas não cuidei deixei no abandono

E só colhi uma triste sina.



Hoje estou velho e na vida me perdi

Tão perdido que nem caibo em mim

Carrego a vela frágil dos horizontes

E um anoitecer que não tem mais fim.



As roupas velhas as rugas no pescoço

Meu caminhar agora é lento

Errei demais desci ao fundo do poço

Eu sei causei tanto sofrimento.



Porem, jamais esqueci meu pai amigo

Um grande homem que só fiz sofrer

Fez o que pode chorou e sorriu comigo

Sempre me trouxe um lindo amanhecer...



Por ti meu pai vou recomeçar

Buscar a vida que o senhor sonhou

Esteja certo não vou descansar

Enquanto não me tornar Doutor.



Baseado nas historias de um amigo caipira e sonhador...




Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui