Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
45 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59142 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9441)

Erótico (13481)

Frases (46535)

Humor (19286)

Infantil (4462)

Infanto Juvenil (3733)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138253)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5528)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Luar Sem Dor (LSD) -- 12/10/2007 - 11:16 (Ulisses de Abreu) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Luar Sem Dor (LSD)



Meus olhos muitas vezes sem nenhum arame
observavam o azul puro nos objetos alheios,
quis abrir-lhes as algemas invisíveis e paralisantes que os mantinham inertes.
Esta talvez fosse uma extrema obsessão
a de que todo objeto (gaveta, lápis, cadeira etc) tivesse boca
ou que esperassem como quem não quer nada,
mas atentos a tudo;
a chegada da boca pra por a boca no mundo.

Mundo, aliás, em que não posso fechar os olhos e esquecer de tudo!
Principalmente agora que aprendi a prender minha respiração
E a fingir de muro.

Mas não queira descobri os segredos das coisas muito cedo
precisa do acaso
se por acaso tenha que fugir do fogo cruzado nas terras suburbanas..
Imagina o que seria de nós
perdidos em uma imensidão de dores e serpentes azuis fosforescentes?

Mas
Não tenha medo
Venha cá
tu e a tua boca que faremos um pacto de línguas
eu acho que é a hora certa para uma transformação
pode tentar!
não há tempo para fatiar-te em pedaços.


www.ulissesdeabreu.com
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui