Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
86 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57381 )
Cartas ( 21182)
Contos (12607)
Cordel (10139)
Crônicas (22258)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44146)
Humor (18586)
Infantil (3848)
Infanto Juvenil (2803)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138550)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Olimpíadas para os Outros -- 13/08/2012 - 17:11 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Olimpíadas para os Outros





Chegam ao fim os Jogos Olímpicos, muita festa para os países que se esmeram durante anos para desfilar suas bandeiras e mais do que isso, a sua ideologia, posição social e tudo que uma nação possa divulgar ao mundo.

A hora de uma “naçãozinha” “gritar” para o globo a sua existência, pois todos somos parte do nosso imenso e lindo planeta.

Contudo quando vemos um país de dimensões continentais, com uma população de vários biotipos como o Brasil, é inaceitável que essa nação fique atrás de Irã, Cazaquistão e Coréia do Norte; até mesmo da Jamaica.

O que esses países têm que o Brasil não tem é um eficiente sistema educacional, pois quando as crianças adentram no ambiente escolar, elas já vêm orientadas que a escola é um ambiente de oportunidades, de crescimento e não um lugar onde a freqüência e o aprendizado são premiados com dinheiro e falta de oportunidades.

A Educação está intrinsecamente ligada ao esporte, como no Brasil e principalmente no nordeste, a maioria absoluta das pessoas não tem oportunidade de uma boa educação, como queremos que de uma hora para outra ter medalhistas?

Aqueles que lutaram e conseguiram pelo menos medalhas de bronze, como os lutadores de boxe, os “Falcões”, são verdadeiros heróis, pois eles superaram todas as dificuldades, lutaram até com uma bananeira, cujo treinador foi o seu genitor.

Depois que venceram, vêm a imprensa e governo na carona da fama, mas daqui a um tempo esquecem os nossos poucos medalhistas ao invés de incentivá-los.

O nosso país que orgulhosamente passa a sediar os próximos Jogos Olímpicos, também passa a ser o cicerone dos países que realmente investem em esporte e educação e não enganam a população com “bolsinhas” de esmolas ou programas de enganação com nome de “carinhoso”, onde carinhosamente iremos ver Estados Unidos, China, Jamaica, Cuba e até um “loteamento de terras” passarem na frente da gente e ainda vamos ter que dar medalhas.





Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui