Usina de Letras
Usina de Letras
36 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61983 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10446)

Cronicas (22532)

Discursos (3236)

Ensaios - (10271)

Erótico (13561)

Frases (50400)

Humor (20004)

Infantil (5392)

Infanto Juvenil (4728)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140727)

Redação (3291)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1957)

Textos Religiosos/Sermões (6144)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->NÃO HÁ SILÊNCIO QUE NÃO TERMINE -- 18/07/2012 - 20:27 (ADhemyr Fortunatto) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Sempre tive vontade de estar, como muitas pessoas, naquelas Livrarias atraentes, que são ao mesmo tempo um quase de tudo, --- loja de DVD, de CD, de Revistas; Lanchonete; embora com ênfase sempre para os livros, com obviedade.

Recentemente realizei este meu sonho...

Entrei numa grande e bela livraria de um Shopping, adquiri o livro de Ingrid Betancourt (“Não há silêncio que não termine”, da Companhia das Letras, www.companhiadasletras.com.br), e me afundei naquele sofá aconchegante, que tanto me atraiu por anos a fio.

Fiquei por horas lendo então o livro recém-adquirido, ainda dentro da Livraria.

Foi um momento memorável para mim. (Não há sonho que não se realize!).

Nunca esquecerei deste livro, em que Ingrid Betancourt narra de forma profunda os seus quase sete anos na selva colombiana. Sentado naquele sofá daquela livraria, lendo, parecia vê-la ali, ao meu lado, contando-me o seu sofrimento por etapas...

E eu devorava então o livro, sempre de olho no próximo capítulo.

A vida, com efeito, como ela própria revela, encheu-lhe a existência de provisões, para que pudesse atravessar tantos anos dessa longa travessia, em que ficou em poder das Farc, sequestrada que foi quando candidata a Presidente da Colômbia, em 2002.

Eis, pois, uma narrativa visceral, contundente, desta arrojada franco-colombiana, que prende o leitor inteiramente, numa obra concisa, cortante e enérgica. Mas como que um livro pode ser conciso, se tem 553 páginas?, talvez hão de me perguntar.

Ora, da mesma forma que um acanhado trabalhador como eu pode ser intelectivo, e se sentar num sofá macio de uma bela Livraria, de um Centro de Compras.

=====================================================================
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui