Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
44 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138241)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->PONTA DE FACA -- 04/02/2003 - 17:27 (Antonio Albino Pereira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Minha voz se cala, estou mudo.

Esqueço o feijão e como a saudade.

Um suco de limão pra descer legal.



A minha vida é massa, é loucura,

É ponta de faca,

É fera acuada que enfrenta o inimigo,

Mas depois, resignada, se entrega,

Morre no escuro.



E a vida passa,

Ultrapassa os limites,

Desejo gritar, desejo o prazer,

Desejo você, a luz, o querer.



No despertar do sonho,

Tristonho penso.

Estou só.

E choro.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui