Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
10 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57389 )
Cartas ( 21182)
Contos (12609)
Cordel (10139)
Crônicas (22258)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44151)
Humor (18587)
Infantil (3849)
Infanto Juvenil (2804)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138551)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O Parque Rolf -- 21/02/2012 - 21:11 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O Parque Rolf





Para quem não quer ficar do dia inteiro na confusão carnavalesca, o que não falta aqui na Bahia é lugar para dar uma escapadinha, contudo temos que tomar muito cuidado para onde vamos.

Nesses tempos momescos, a cidade se modifica, tem muita gente que vem para a soterópolis, mas também tem muita gente que vai à procura de um pouco de sossego, as pessoas preferem mais o litoral norte, porque se depender de Ferry Boat, o carnaval termina e não sabemos se conseguimos voltar;

Mas tem uma dica muito legal, conhecer o Park Rolf, ele não é muito comentado aqui na querida cidade, mas tem o maior ibope de quem mora nas cidades circunvizinhas, ele fica a praticamente uma hora de viagem para quem parte da capital, pegamos a BR 324, seguimos até depois do posto da Polícia Federal, dobramos a primeira BA entrando numa estrada estadual, roda-se um pouco até coçar o bolso em mais um pedágio – ninguém mais sai daqui sem pagar! – rodamos um pouco, nos assustamos com mais um ponto de cobrança, mas felizmente não passamos por ele, um quilômetro antes, tem o parque Rolf, em Pojuca.

O valor é de quinze reais para todo mundo, crianças não tem privilégio, acredito que se for com algum rebento de colo talvez eles liberem, mas não leve fé.

Lá dentro pelo menos as crianças não pagam pelos brinquedos, tem uma boa estrutura de acolhimento, muitos tobogãs, piscinas, quadra de esporte e um restaurante com uma boa comida apesar de pouco sortida, mas o sucesso impoluto da galera é um enorme tobogã, com várias curvas.

O Rolf fica escondido para quem vive na nossa metrópole, mas vale a pena ultrapassar o pedágio e conhecer uma parte da nossa Bahia, pois Salvador está precisando de um equipamento desse porte, com a derrocada dos Clubes Recreativos, a cidade ficou carente de mais opções de lazer, principalmente para crianças.





Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui