Usina de Letras
Usina de Letras
53 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62422 )

Cartas ( 21335)

Contos (13272)

Cordel (10452)

Cronicas (22547)

Discursos (3240)

Ensaios - (10460)

Erótico (13578)

Frases (50823)

Humor (20078)

Infantil (5493)

Infanto Juvenil (4817)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1377)

Poesias (140878)

Redação (3322)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1962)

Textos Religiosos/Sermões (6241)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->11 DE SETEMBRO -- 31/08/2002 - 19:13 (Airam Ribeiro) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
11 de setembro

Tantos inocentes morreram
Depois que as Tórres desapareceram!
Nenhuma lição foi tirada
Daquele episódio fatídico.
O mundo continua violento!
Quantas crianças! Quantos velhos!
Perderam suas vidas na inocência.
Muitos não souberam do caso
No entanto estava ali morrendo por esta causa!
E os mísseis explodindo
As balas furando corpos
Deixando no chão, milhares de mortos.
No período pós onze de setembro
Não levaram a paz aos inimigos.
Violência! Mais violência!
É a diferença!
Porque homem do mundo?
Porque homem imundo?
Porque sujam o pátio da Paz?
Dê uma chance para que esta Paz
Possa renascer destes corações mutilados.
Tanta coisa para se preocupar:
Tanta poluição no ar!
Tanta doença prolifera!
Tanta fome em nossa esfera!
Tantas exclamações nos esperam!
Tantas interrogações a nos rodear
Sem um ponto final para parar.

Airam Ribeiro
29/08/02

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui