Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
209 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58105 )
Cartas ( 21211)
Contos (12845)
Cordel (10239)
Crônicas (22073)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13451)
Frases (45253)
Humor (18925)
Infantil (4144)
Infanto Juvenil (3225)
Letras de Música (5502)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138679)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5244)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->A Cidade que Cresceu -- 08/11/2011 - 20:17 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




A Cidade que Cresceu







A cidade de Salvador cresceu, tornou-se a terceira maior cidade em termos populacionais, governantes gritam aos quatro cantos sobre essa “façanha” tentando maquiar a grave situação que ela se encontra.

Quantidade não é qualidade, muito pelo contrário, por ter muita gente, os problemas multiplicam-se, Salvador é uma cidade que não pode divulgar nenhuma festividade se ela for gratuita ou mesmo se acontecer algum evento pagando preços populares a confusão começa, é gente para todos os lados.

Os eventos maiores agora acontecem na Avenida Paralela, o projeto dessa Avenida era ser um corredor de tráfego bucólico, mas com o “crescimento” urbano em sua direção, a cidade inchou mais ainda, com o “miolo” já preenchido, por conjuntos populares, a opção foi destruir a Paralela, com o “plano de destruição urbana” o projeto é trocar uma casa por um prédio, assim onde morava uma família agora mora trinta, quarenta ou até mais ou um horto florestal por horto predial.

Estrutura viária para isso inexiste por isso a cidade para, qualquer coisinha o congestionamento aparece; batida, atropelo, protesto, tudo é motivo, imagine quando cai um aguaceiro, o engarrafamento toma conta de tudo, o alagamento é o grande culpado, mas se percebermos, a grande culpa novamente é dos nossos governantes, pois a especulação imobiliária, a falta de estrutura viária são os principais motivos para tanta confusão.

A cidade pode crescer de tamanho, de população, mas o que nós precisamos mesmo é que ela cresça em qualidade de vida, isso ninguém sai falando porque se for avaliar o índice de desenvolvimento humano da cidade é zero.





Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui