Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
36 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57118 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10093)
Crônicas (22215)
Discursos (3137)
Ensaios - (9018)
Erótico (13404)
Frases (43793)
Humor (18498)
Infantil (3796)
Infanto Juvenil (2725)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138322)
Redação (2927)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2402)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4900)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->II Encontro de Escritores Independentes -- 10/09/2011 - 19:53 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
II Encontro de Escritores Independentes



Em mais um ano de sucesso aconteceu o Segundo Encontro de Escritores Independentes, organizado por Roberto Leal, fundação Òmnira.

Esse encontro de vital importância para a literatura baiana e soteropolitana abordou mais sobre a dificuldade dos escritores em difundir a sua obra, a falta de um espaço similar à Livraria do Autor Baiano, ou como uma Casa do Escritor Soteropolitano.

Ocorreram diversas mesas redondas para discutir essa problemática, onde o poeta e colunista do jornal Metrópole se destacou com a grande desenvoltura e sensibilidade poética, abordando a grande discrepância entre uma mesma cultura, a popularesca, hoje atualmente encabeçada por músicas de pagode, axé e a verdadeira cultura baiana na sua essência, onde grandes escritores e artistas ainda lutam para envergar a clava literária, mesmo sedo relegado a segundo ou quarto plano, cujo tema foi “apertem o cinto, o poeta sumiu”.

O poeta Ildásio Tavares também foi homenageado por sua obra, escritor polêmico que ao passo que semeava os seus sonetos, colhia opiniões diferentes sobre a sua cultura, sendo magnificamente explanado pelo escritor Douglas de Almeida; mas não podemos deixar de mencionar sobre a brilhante palestra da Juíza Luislinda Valois, que abrilhantou ainda mais a nossa jornada literária, deixando todos os participantes saudosos e tristes por sair dessa bolha cultural onde os escritores de hoje são como peixes sobrevivendo na poluídas águas de uma sociedade que perdeu sua identidade literária, rezando para termos mais um ano na água límpida da cultura que ainda mina por alguns veios de persistência dos nossos escritores, desaguando em mais um sonhado encontro de escritores.







Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui