Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
60 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57107 )
Cartas ( 21170)
Contos (12598)
Cordel (10092)
Crônicas (22211)
Discursos (3137)
Ensaios - (9015)
Erótico (13403)
Frases (43758)
Humor (18486)
Infantil (3792)
Infanto Juvenil (2717)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138313)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4891)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O Direito de Brincar -- 09/09/2011 - 21:35 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Dia das crianças 2011





Hoje está muito difícil descobrir de fato quando o indivíduo é criança e passa para a fase da adolescência, percebemos que o infante de hoje pode não ser mais criança, ou que a criança está sendo precocemente estimulada a ser adolescente e o adolescente engendra na vida adulta.

O poder de determinadas informações está estimulando a criança a não ter mais a sua infância, estão reduzindo o seu tempo de brincadeiras pueris, preocupando-se com problemas existenciais, problemas familiares e tudo que possa castrar o seu grande e incontestável direito de brincar.

A mídia mostra as novidades do mundo, a internet abre a porta para tudo que a cabecinhas desejam, desde brincadeiras infantis de montar casinha, até perfis de redes sociais e comunicadores instantâneos que torna a vida infantil mais complexa, sem as tradicionais brincadeirinhas do passado, mas com uma grande liberdade de conectar-se com o mundo todo, com ou sem a fiscalização dos pais.

Meninhos manejam seus celulares como adultos, dando mais independência a eles, o poder de influencia dos pais diminui, o contato também, e quando percebemos, as nossas criancinhas já estão crescidas, mesmo que precocemente, com criancinhas vestindo-se como adolescentes, ruge sombra e tudo que assombra os mais antigos.

Aquela pressa de que elas cresçam, ou a permissividade dos pais para esses comportamentos pode tornar-se um problema, pois a criancinhas estão desenvolvendo-se precocemente e no futuro ela sentir a falta do seu grande direito de infância, o direito de brincar, o direito de ser criança, mesmo que hoje ela queria ser já “uma mocinha” ou “um rapazinho”, tornando-se um adulto incompleto, infeliz ou recalcado.



Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui