Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
82 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57115 )
Cartas ( 21170)
Contos (12599)
Cordel (10093)
Crônicas (22213)
Discursos (3137)
Ensaios - (9017)
Erótico (13404)
Frases (43774)
Humor (18492)
Infantil (3793)
Infanto Juvenil (2720)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138322)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2402)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4894)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Restrição à Doença no PLANSERV -- 21/08/2011 - 16:55 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Restrição à Doença no PLANSERV



O Governo do Estado da Bahia, aquele mesmo, que foi eleito da primeira vez com a ajuda dos servidores públicos, não cansa de inventar novidades para onerar a vida dos seus servidores.

A classe já encontra-se desmotivada, cansada de ilusões, seus salários cada dia mais achatados, muitos sindicatos como o dos professores, são alvo de chacotas nas esferas públicas e secretaria de educação, agora recebe mais uma bofetada.

Os poderosos anunciam uma cota para consultas, atendimentos de urgência e emergência, não faltando mais nada para acontecer, os servidores pagam um plano caro, descontado em contracheque, o que nenhum plano privado consegue, cem por cento de adimplência, mesmo assim os donos do poder reclamam de prejuízos, no negócio mais certo do mundo.

Assim, ao invés de investir mais na rede Planserv, estendendo o programa para as esferas nacionais, aumentando especialidades, como psicólogo – que está sendo muito necessário - ou até tratamento odontológico, como deveria ser feito nos moldes do IAPSEB, eles fazem justamente o contrário, jogam esse projeto de “urgência-urgentíssima” na Câmara dos Deputados.

Esse murro na dignidade dos prestadores de serviços do Estado, é mais um presente de grego que temos que recusar, gritar e protestar, pois são essa categoria que estão descascando o abacaxi plantado por quem só pensa em obras para mostrar na televisão, esquecendo o social e principalmente quem lhe deu a mão e hoje chora com uma mão só, com saudades do passado.





Marcelo de Oliveira Souza
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui