Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
46 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59156 )

Cartas ( 21237)

Contos (13110)

Cordel (10292)

Crônicas (22201)

Discursos (3164)

Ensaios - (9445)

Erótico (13482)

Frases (46558)

Humor (19288)

Infantil (4464)

Infanto Juvenil (3737)

Letras de Música (5480)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138289)

Redação (3057)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5536)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Alma (Prosa Poética) -- 20/12/2000 - 01:20 (Vânia Moreira Diniz) Siga o Autor Outros Textos
. http://planeta.terra.com.br/arte/vaniadiniz
Prosa Poética
Alma
Vagueia em estranhas paragens por vezes angustiada ou aflita, está sempre próxima e alerta, em momentos de grande indecisão.Não se sabe de que é feita, só que o sentimento nela impera e quando todos pensam em sua ausência, lá está meiga e confortadora. Guarda emoções, anseios e aspirações. Não revela o esforço nem se queixa, e atenta continua o inexorável caminho cuja trilha é longa, silenciosa e uniforme.
Nos estranhos instantes inusitados, quando sonhamos ou meditamos desconexos a orientação vem sempre clara e precisa e não sabemos em que caminho foi gerada. No isolamento sua companhia tem poder, vive em sondas ocultas e poderosas e jamais saberemos a capacidade invulgar e a potência inexaurível que exala.
.É única, imensa e indestrutível, até na morte é perpetuada, todos falam nela, mas respeitam o insondável mistério que carrega. Ungida de doçura e suavidade, contornada de desprendimento desconhece a fragilidade ou a fraqueza e enfrenta qualquer luta inglória.
Vânia Moreira Diniz
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui