Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
49 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59156 )

Cartas ( 21237)

Contos (13110)

Cordel (10292)

Crônicas (22201)

Discursos (3164)

Ensaios - (9445)

Erótico (13482)

Frases (46558)

Humor (19288)

Infantil (4464)

Infanto Juvenil (3737)

Letras de Música (5480)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138285)

Redação (3057)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5536)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Prêmio da Vida (Prosa Poética) -- 14/12/2000 - 23:15 (Vânia Moreira Diniz) Siga o Autor Outros Textos
. http://planeta.terra.com.br/arte/vaniadiniz

Prêmio da Vida

Quando olho ao meu redor consigo visualizar feliz, todas a coisas que tenho e que amo, desde a natureza, as pessoas, os atos nobres de alguém que admiro e me enche de orgulho, ou as coisas mais simples como um gesto, sorriso, ou uma expressão amiga. E vejo, constato que minha passagem está sendo pelo menos prazerosa apesar das tristezas e dores, sem as quais não existiria vida.
Sem os contrastes não saberíamos, não sentiríamos, essa diferença fundamental, tocante e essencial de sentimentos e sensações diversas e maravilhosas. A vida é peculiar pelas sucessões rápidas e inesperadas, imprevistas, que surpreendem o ser humano. Essa deleitosa sabedoria que nos mantêm ansiosos, porém vivos.
Quando o egoísmo me põe em dolorosa expectativa, admiro com prazer, que ali, bem ao meu lado, posso vislumbrar e com detalhes apreciar, o altruísmo encantador de alguém especial.
São essas diferenças, desde a natureza, o sol e a chuva, a noite e o dia, o céu e a terra, árvores frondosas e pequenos arbustos, montanhas e planícies, que realmente fascinam.
Depois os sentimentos que se contrapõem, os amores em suas formas variadas, as reações humanas tão características, o que existe dentro de nós mesmo indefinido, imenso e indeterminado.
Chego a conclusão que a vida é um prêmio. Ou não será? Que nos leva a caminhos amargos. Ou não levará? Que está valendo a pena. Ou não estará?
Que é uma experiência enriquecedora. Ou não haverá riqueza nisso? Que é importante amar, sorrir, chorar, abraçar e olhar as exuberâncias naturais e humanas. Ou nada é importante? Poderemos ver então que a despeito de qualquer coisa, recebemos o premio de tudo que em momentos dolorosos ou deprimentes ficamos prestes a renunciar.
É o mistério da vida. O prêmio de sentir e olhar, de amar, ser amados conviver com o prazer, embora a dor não esteja muito distante.
E cada um de nós pode responder diversamente É um prêmio?
Vânia Moreira Diniz







Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui