Usina de Letras
Usina de Letras
11 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->ATO FALHO -- 05/08/2000 - 00:06 (Anita de Souza Coutinho) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
ATO FALHO



Prata de brilhantes cinzas,

Imprimem a palavra luz

Me mostram não reveladoras sombras

Meus declives preferidos

Meus vampiros abrandados,

Nos enigmas que me hospedam.

Nada de árticos artefatos,

Preciso de um novo tablado

Para um novo ato

Encenação de riso

Fatídico boato.



Não, nada de confusos pesadelos.

Nem vou mais ao teatro

Mas sigo do roteiro

Olhares de figurantes intactos.



Não, nada de falhos personagens

Somente pobres versos declamados

da beira da calçada

Em apenas um ato

Compondo a palavra Sim

Vendendo mais que verdades.

Num oco tablado

Do mais novo ato.

Imprimindo a palavra luz.











Anita

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui