Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
199 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57833 )
Cartas ( 21203)
Contos (12775)
Cordel (10224)
Crônicas (22043)
Discursos (3145)
Ensaios - (9166)
Erótico (13441)
Frases (44865)
Humor (18812)
Infantil (4038)
Infanto Juvenil (3020)
Letras de Música (5489)
Peça de Teatro (1325)
Poesias (138421)
Redação (2970)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2414)
Textos Jurídicos (1931)
Textos Religiosos/Sermões (5118)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->De galinheiro a hospital -- 27/10/2010 - 20:50 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
De galinheiro a hospital





Em tempos caudalosos, é muito difícil acreditar nas boas ações, na amizade desinteressada entre as pessoas, ainda mais difícil é encontrar uma pessoa santificada, que possa realizar milagres como transformar um galinheiro em hospital.

Essa grande façanha foi realizada pela grande bem feitora da Bahia, irmã Dulce, onde a sua compaixão era tão grande pelos desvalidos, que contrariando todos com a sua misericórdia, retirou inúmeros desafortunados e doentes das ruas, recolhendo-os no galinheiro de sua casa, único lugar possível diante dos seus parcos recursos, a nossa bem feitora já fazia estas boas ações desde a sua juventude.

Na grande providência divina a nossa heroína foi recebendo doações de um e de outro, até conseguir transformar o galinheiro em abrigo, em ambulatório e depois nesse grande e respeitado complexo hospitalar que está sempre aberto aos necessitados.

Sua vida já foi tema de vários programas televisivos, reportagens e afins, algo muito inspirador nesses dias, hoje a nossa valorosa personagem conseguiu ser beatificada, mas todos aqui na Bahia sabem que independente de tudo ela sempre alcançou o grau de santa, amiga e anjo bom que a nossa terra jamais terá igual.



Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui