Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
98 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57092 )
Cartas ( 21170)
Contos (12605)
Cordel (10090)
Crônicas (22211)
Discursos (3136)
Ensaios - (9014)
Erótico (13401)
Frases (43740)
Humor (18477)
Infantil (3788)
Infanto Juvenil (2712)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138303)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4886)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Polêmica das cadeirinhas -- 04/09/2010 - 12:29 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Polêmica das cadeirinhas







A nossa sociedade brasileira já esta acostumada com as inúmeras leis que foram criadas justamente para não serem cumpridas.

Logo quando foi lançado o novo código de trânsito, foi o maior alarido, as novas regras, a multa pesada que cai encima do infrator; muitas vezes somente recai somente nos honestos, pois “nosso” famoso “jeitinho”, muitos conseguem até reaver os pontos perdidos na carteira.

Apareceu o kit de primeiros socorros, a lei do bafômetro, tudo muito bonito na prática, contudo na vida real o “jeito” é diferente.

Mais uma vez aparece dos confins do código de trânsito a lei que obriga o condutor de carro de passeio que tiver filho pequeno, usar cadeira de três tipos de acordo com a faixa de idade.

Nessa empreitada cara, os motoristas de táxi e de conduções escolares não poderiam arcar com tamanho prejuízo;quem der carona a infantes vai ganhar uma multa, pois ninguém vai comprar equipamento de carona.

É incoerente um grupo de pessoas ser obrigado a usar esse equipamento e outro grupo não, pois o acidente não vê quem é profissional do trânsito, muito pelo contrário, os “profissionais” do volante são os que mais infringem as leis de trânsito.

Diante de mais essa confusão, ninguém se entende, a lei é importante, contudo é mais uma normativa para dificultar a vida das pessoas, pois as infrações de trânsito surgem em cidades grandes como revoadas, em cidades pequenas tornam-se “normais”.

O dinheiro das multas, quando aplicadas, praticamente não é revertido em benefícios para a sociedade automotiva.

Na balburdia da cidade grande, aparece mais uma lei para não ser aplicada, como todas as outras.

Assim no país do errado, todos certamente darão o seu “jeitinho” e no final de toda essa confusão, isso tudo será apenas um temporal para esconder os grandes peixes no fundo do mar revolto.







Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui