Usina de Letras
Usina de Letras
30 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61956 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50362)

Humor (19994)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140713)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->SOLIDÃO -- 22/07/2002 - 22:37 (Ariel Castella Amuratta) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Sozinha. Uma velha pensão no centro da cidade. O quarto tem duas camas, posso escolher onde vou dormir. Lá fora a cidade respira. O dia cede lugar à noite, e esta vem fria trazendo consigo um monte de recordações. Lembranças do futuro. Expectativas do passado. uma vida nova está parada em minha frente. olha-me fixamente,sem nenhuma expressão. Não me convida nem me despensa. Apenas está ali. Meus anos de rotina perguntam-me indignados porque não sigo com essa estranha. Mas minha memória lateja o medo de mudanças. É doloroso romper hábitos. E apenas olho pra ela. Espero o aval do destino, ele decide por mim. De qualquer forma, tenho em mim uma certeza: cedendo ou não,continuarei sozinha, como agora neste quarto de pensão.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui