Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
115 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57526 )
Cartas ( 21184)
Contos (12609)
Cordel (10183)
Crônicas (22286)
Discursos (3141)
Ensaios - (9091)
Erótico (13416)
Frases (44301)
Humor (18624)
Infantil (3908)
Infanto Juvenil (2855)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138253)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4988)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Bartira -- 28/09/2002 - 01:33 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Hoje fui ao seu aniversário, dia de São Cosme e São Damião, houve um convênio com São Pedro, pois esses últimos dias choveu torrencialmente, minha prima Bartira, desiludida pensava que não ia aparecer ninguém, porque em Salvador quando chove é um terror!
A chuva é uma grande bem feitora, principalmente no Sertão onde as pessoas homenageiam a chegada da chuva, o tempo é analisado através da barra de núvem, segundo meu sogro Renato, que mora em Araci, é uma grande benção a chuva, portanto...
Mas na véspera de uma festa é um horror, Salvador fica inteiramente alagada, visto que o desespero das pessoas é procedente.
Na minha infância, quando fiz aniversário, um dia de temporal me marcou muito...
Criança sabe como é, o aniversário é a coisa mais importante do mundo, a vela com o número da idade, os docinhos, os salgados, fotografias para o álbum, é o êxtase!
Minha mãe convidou todos de direito para a grande comemoração, foi uma grande expectativa, tudo arrumado em seus conformes, que felicidade!...
Só que não foi planejado um grande temporal, que estava a se formar, quanto mais fechava o tempo, mais eu me transformava... Como ficaria minha festinha com este temporal, interrogava.
Quando desabou o "dilúvio" o choro tomou conta de mim, que desespero!
Foi aí que minha mãe previdente, como sempre,chamou os vizinhos e deu prosseguimento à festividade.
Mas saiba Bartira, a vida tem muitos percausos e muito contra-tempo, mas a amizade e o carinho de quem te considera sempre permanecerá, como um elo de ligação perpétuo e inviolável, que nunca se romperá!

Feliz Aniversário e muitas felicidades em sua vida Acadêmica e pessoal.

mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

Marcelo de Oliveira souza
27/09/2002
Tel 71*91253586
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui