Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
76 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57385 )
Cartas ( 21182)
Contos (12609)
Cordel (10139)
Crônicas (22258)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44149)
Humor (18586)
Infantil (3848)
Infanto Juvenil (2803)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138552)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Jaqueline, a caloteira -- 21/09/2002 - 21:59 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Ano passado fui ensinava Língua Portuguesa no Colégio Estadual Marquês de Marica, no tuno vespertino,eu e a famijerada colega.Como estavam reduzindo as turmas, fomos convidados a trabalhar no turno noturno, eu, ela e muitos outros professores.
Como éramos um dos mais novos no Colégio, a tendência foi nos aproximarmos, eu, Jaqueline e Raimunda, uma outra colega, que ensina Língua Inglesa, éramos bastantes unidos.
Contávamos nossos proglemas, com alunos que realmente não queriam aprender, ameaçavam professores, inclusive no final do ano um colega nosso, foi espancado por alunos que ele não conseguiu identificar.
Como eu escrevo, participo de livros cooperativados, com poesias e/ou contos, pois se não for asssim, divulgando o nosso trabalho é muito difícil. Vendi a Agenda Literária no preço de 15 reais, para pagar em um mês, para facilitar o pagamento.
Tempo esgotado, falei sutilmente sobre a agenda, se ela estava gostando, aproveitando os trabalhos literários, pois era muito legal e iventivo, uma Agenda Literária...
O tempo passou e cada mês era uma desculpa, não tinha troco, não pegava fila em banco, não tinha o número da minha conta...
Nisso o ano terminou, com a Semana Pedagógica, aproveitei e perguntei para ela sobre a dívida, no que ela retrucou, dizendo que iria pagar o meu dinheiro!
Só fomos nos encontrar novamente na Secretaria de Educação do Estado da Bahia, para procurar outro Colégio para ensinar, falando amigavelmente com ela, só cozinhando o "peixe", nos encontrando mais uma vez.
Um ano depois ainda telefonei para ela, deixando o recado com outro nome, porque nunca a encontrava em casa.
Encontrei-a num sábado ao sair do cinema, conversando com uma outra pessoa, aproveitei e cobrei o meu dinheiro dizendo que já tinha um ano a sua dívida, ela veio com as mesmas babozeiras, onde perdi a minha cabeça e armei o maior escândalo, chamando a de caloteira, pois não me pagou o livro há um ano atrás e um real do transporte, para ela voltar para casa, ela confirmando a dívida mandando ir para o PROCON, o que foi a gota d´água...
Alterei a voz num maior barraco, todo mundo ouvindo e mirando aquela má pagadora, saindo eu de alma lavada,´mesmo sem meu dinheiro...
Se você conhece Jaqueline, pergunte se ela é professora de Português e formou-se na UNIFACS, ensinou no MARQUÊS DE MARICÁ no ano 2001, se for, tome cuidado com o bolso, nunca empreste dinheiro ou venda algo...
Abra o olho.

mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

Marcelo de Oliveira Souza
Tel 71*91253586
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui