Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
86 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57113 )
Cartas ( 21170)
Contos (12596)
Cordel (10092)
Crônicas (22212)
Discursos (3137)
Ensaios - (9017)
Erótico (13404)
Frases (43771)
Humor (18490)
Infantil (3792)
Infanto Juvenil (2720)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138319)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4892)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Grande Festa da Copa do Mundo -- 04/06/2010 - 11:58 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Grande Festa da Copa do Mundo



A copa do mundo de futebol vai invadir os lares brasileiros com muita festa e alegria, o nacionalismo vem junto, as pessoas se vestem com as cores nacionais e esperam ansiosamente a apresentação dos “guerreiros” , como é denominada a equipe “canarinho” nesse evento que acontece de quatro em quatro anos.

Num ano de eleições essa festa é muito perigosa, em meio a um outro evento anual que é o São João, fica muito emocionante acompanhar o cotidiano, durante o mês de junho, as fogueiras, os amendoins e tudo que uma Copa do Mundo possa pleitear regada à muita cerveja no país mais cervejeiro do mundo.

As festas que alegram os nossos corações são um perfeito cenário para todas as impunidades e mazelas que o País do Futebol pode apresentar, pois até o sofrimento é aplacado com o “pão e circo” mostrado a todo momento.

O País das Festas, exporta alegria e influências para todo globo terrestre, contudo mesmo nas festas o sofrimento é sufocado, posto de lado, uma verdadeira terapia entre as pessoas, uns sofrem calado, outros urram de dor e uma pequena parte comemora o poderio econômico brasileiro, que até saldar dividas internacionais de bilhões de reais para o continente africano, está saldando, em um ato de boa vontade com o mundo.

As festas continuam, as eleições se aproximam, caso o Brasil seja vencedor das batalhas nos gramados, a alegria aumentará, virando uma verdadeira onda de energia.

O País do carnaval, do futebol, das lavagens de tudo o que mais possa comemorar, vai comemorar também a eleição do nosso novo mandatário, dos governadores, contudo as coisas continuam as mesmas, as filas nos postos de saúde, os subembregos, a falta de oportunidade, o tráfico de influência e tudo que as festividades possa esconder para debaixo do tapete, pois tapete está fora de moda, a moda é gramado com jogador encima, pois embaixo tem um monte de “peixe” esperando as migalhas caírem de diversas formas sociais, pois o continuísmo e a ditadura está aí, de uma forma velada, marcada no submundo da democracia, onde os poderosos sempre serão poderosos e os festeiros sempre serão festeiros, mesmo que não tenha nada para festejar.





Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui