Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
56 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59136 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138240)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->A partir da rima de Zé Pedro... -- 19/05/2003 - 02:20 (Georgina Albuquerque) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. .

"O nosso amor foi espanto,
cavalos soltos, e chão,
ruas cruzadas de noite,
por entre rimas em ão."

"Por entre rimas em ão" - José Pedro Antunes (26/08/2001)



Varou estrada sozinho,
rasgou o céu na manhã,
morreu ao léu, pobrezinho,
colibri perdeu seu grão

Com ão, nós temos o vinho,
paixão no escuro e atração
em inho, o medo é vizinho,
transforma amor em razão

Cavalgam nossos sentidos,
duela intensa emoção,
termina devagarinho
a rima do amor em vão...


Georgina Albuquerque - (18/05/2003)

mgalbuquerque@ig.com.br


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui