Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
222 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59126 )

Cartas ( 21236)

Contos (13112)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46510)

Humor (19278)

Infantil (4457)

Infanto Juvenil (3724)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138227)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5523)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->*FELICIDADE -- 19/02/2010 - 17:17 (Sonia Nogueira - *sogueira*) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.



Felicidade



Costuma-se dizer que a felicidade de cada um não depende dos outros e sim, da própria pessoa. Cada um é construtor da sua história, do sofrimento da, alegria, da infelicidade ou da infelicidade, dos sucessos ou fracassos. E, que, a felicidade nunca é completa, temos apenas momentos felizes.



Em parte eu concordo. Mas uma vez que convivemos com pessoas, elas estão atreladas a nós em quase todos os momentos. Excetuo apenas nos momentos que não queremos partilhar, por questões pessoais ou por opção de confiabilidade. Elas, portanto contribuem para felicidade e bem estar.



Vivemos em conjunto quer familiar, escolar, esportivo, social. Mesmo as pessoas que moram sós estão interligadas a outras pessoas em situações acima citadas. E basta uma palavra, um elogio, um toque de mão carinhoso, um olhar de amor, para que a gratidão sobreviva ali pelo menos por momentos ou se registre na memória.



Algumas pessoas não medem palavras para ofender, humilhar, desrespeitar, desvalorizar o outro, sem ao menos se perguntar e se fosse comigo como eu ficaria.



Reconheço que os valores de cada um são inerentes à sua formação moral e educativa, porem não procura elogiar, aplaudir, reconhecer até que ponto o outro está contribuindo em informações, muitas vezes desconhecidas e que ao ouvir engrandece o conhecimento da quem, por despeito, creio eu, falta de educação, cavalheirismo solta palavras inoportunas sempre.



É tão bom ser feliz, ou ter momentos felizes. É bom para saúde, para manter amigos, compartilhar emoções, arrancar um sorriso.



Conheço uma boa percentagem de pessoas que, por baixo do pano, cria situações de infelicidade para os outros e ainda se vangloria e fica feliz com a infelicidade e a tristeza do outro. Sem lembrar que, a bondade ou a maldade que proporcionamos aos outros nos retorna do mesmo tamanho e muitas vezes em dobro.



Gosto de dar elogios, quando acho necessário. Caso contrário, me calo, para não causar ofensa à outra parte. Procuro sempre ofertar aos outros, aquilo que gostaria que me ofertassem, mas nem sempre há reciprocidade.



A amizade verdadeira cativa e cultiva amigos, as mãos sempre ficam perfumadas quando oferecem rosas.





SoniaNogueira

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui