Usina de Letras
Usina de Letras
22 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61953 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50357)

Humor (19993)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Peso das Solidões -- 16/11/2002 - 17:20 (ANA MARIA DA COSTA RODRIGUES) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Silencio,por favor.

Deixem a minha solidão em paz.

Por isso,quando a solidão cruzar com voces , pelo labirinto das lamentações, não fiquem apreensivos e muito menos permitam que o sentimento de dó envolvam seus corações já insuficientes.

Não pensem e não se preocupem com a minha carcaça masoquista que adora carregar o peso da solidão.

Porque a peso muitos maior que o meu a provocar corcundas, a atrofiar e a soterrar impiedosamente e que é chamada: A SOLIDÃO DAS SOLIDÕES.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui