Usina de Letras
Usina de Letras
15 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61953 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50354)

Humor (19993)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
cronicas-->Crónica da madrugada -- 03/07/2002 - 02:50 (Andre Luis Aquino) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Todos estão dormindo, eu também deveria estar, todos parecem ter respostas e eu só tenho perguntas.
Não tenho um assunto exato para fazer uma crónica, queria falar sobre qualquer coisa ou sobre nada, tanto faz, as duas coisas parecem ser a mesma coisa, quando se perde o rumo, sua bússola aponta para qualquer lado, sem um norte não se chega a lugar algum.
A vida parece ser algo bem complicado para aqueles que ainda não aprenderam a viver, alguns que como eu parecem estar perdidos, que se agarram em qualquer coisa que passe boiando ao seu lado, na esperança que se chegue a uma ilha deserta ou em alguma praia repleta de novas chances.
Todos estão certos e talvez só eu esteja errado, talvez seja mesmo a hora de eu me render, de rever meus conceitos, de desistir de tudo aquilo que eu já nem sei se acredito, será que alguém está me ouvindo, acho que não, converso comigo mesmo, falo com as palavras, com o teclado, vão saindo e nem sei onde vai dar...
É melhor eu parar por aqui, porque nem eu estou mais me entendendo, melhor parar antes que eu me perca e esqueça de existir...
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui