Usina de Letras
Usina de Letras
24 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61963 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10264)

Erótico (13560)

Frases (50382)

Humor (20001)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4726)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140718)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6142)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Sensibilidade -- 13/11/2002 - 08:40 (Armenio Eduardo Costa Leao Filho) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A sensibilidade

Nasce nas coisas simples

Em momentos inesperados

Em tempos incertos

Espontânea, brilhante, suave

Uma linda surpresa



São toques, palavras, gestos

Simples contatos, letras pequenas

São vagas lembranças

Ilegíveis



São as cores em seu conjunto

O universo dos detalhes

O mundo dos olhares

Invisíveis



Armenio Eduardo © 13/11/2002

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui