Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57762 )
Cartas ( 21192)
Contos (12699)
Cordel (10207)
Crônicas (22326)
Discursos (3143)
Ensaios - (9126)
Erótico (13426)
Frases (44560)
Humor (18707)
Infantil (3973)
Infanto Juvenil (2911)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138413)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5040)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Quem não enxerga o passado -- 07/05/2003 - 12:11 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Quem não quer enxergar o seu passado
é porque se envergonha no presente
José de Sousa Dantas e Daudeth Bandeira, em 25/08/2001

Neste mote de Ayres de Oliveira
o poeta procura retratar
o que a vida é capaz de registrar
nessa nossa existência passageira;
porém tudo é real, queira ou não queira,
cada ato gerado em nossa mente,
ele aflora e depois fica latente,
não será pelo tempo eliminado.
Quem não quer enxergar o seu passado
é porque se envergonha no presente

Você foi, está sendo e poderá
ter o título maior de honra ao mérito,
mas se der uma volta ao seu pretérito
algum erro você encontrará,
e se usar o bom senso notará
um segredo gravado mentalmente
um deslize que houve antigamente
está dentro do crânio armazenado
Quem não quer enxergar o seu passado
é porque se envergonha no presente

O passado de todo ser humano
deveria servir de experiência
trabalhar com a própria consciência
evitando as tragédias do engano
aprender as lições do soberano
ver a glória grassar futuramente
quem cultiva na vida esta semente
tem exemplo pra ser acreditado
Quem não quer enxergar o seu passado
é porque se envergonha no presente

Se você foi um pobre vagabundo
e um dia mudou de posição
como quem acertasse num milhão
transformou sua vida num segundo
ficou rico, famoso para o mundo
mas não queira só ver dali pra frente
não se esqueça que foi um delinqüente
pela sociedade reprovado
Quem não quer enxergar o seu passado
é porque se envergonha no presente

Seja médico, mecânico ou professor
estudante, engraxate ou engenheiro
vigilante, garçom ou violeiro
artesão, jornalista e escritor
fazendeiro, empresário e locutor
motorista, juiz e escrevente,
sacerdote, prefeito e presidente
manicure, arquiteto ou delegado
Quem não quer enxergar o seu passado
é porque se envergonha no presente

Cada um tem história pra contar
os momentos de paz e harmonia,
de saudade, tristeza ou alegria
a infância e os costumes do lugar
o passado ninguém pode negar
porque dele não vejo quem se ausente
no comando do Pai Onipotente
todo homem está sendo vigiado
Quem não quer enxergar o seu passado
é porque se envergonha no presente

Quem procura esconder a sua história
não quer ver estampados na lembrança
os seus erros servindo de cobrança
apitando nas portas da memória
tem vergonha da própria trajetória
não quer vê-la contada novamente
repisar o assunto não consente
se insistir ele fica encabulado
Quem não quer enxergar o seu passado
é porque se envergonha no presente

É o homem retrato do que faz
seja grande, pequeno, rico ou pobre
quando ele pratica um ato nobre
sua vida converge com a paz
a mensagem do ato, o tempo traz
formatada e conectadamente
ninguém deve ser tão incoerente
não querer pelos erros ser julgado
Quem não quer enxergar o seu passado
é porque se envergonha no presente.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 68Exibido 696 vezesFale com o autor