Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
47 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138241)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O desânimo e a verdade -- 03/08/2009 - 16:46 (Roberto Correa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Não devemos transmitir aos leitores, mensagens negativas ou pessimistas. Infelizmente, porém, somos tomados pelo desânimo muitas vezes e tudo se apresenta cheio de dificuldades com obstáculos aparentemente insuperáveis.

Refletimos, então, que a vida seria maravilhosa se prevalecesse a concórdia, a harmonia e os espíritos se encontrassem desarmados, prontos para servir, colaborar, amar. De posse da verdade, por exemplo, gostaríamos de partilhá-la com parentes, amigos, conhecidos. Nem sempre é possível. Geralmente eles têm outra verdade, diferente da nossa e, então, não nos entendemos.

Só as crianças podem nos entender.Talvez, por isso, Cristo tenha afirmado: "deixai vir a Mim as criancinhas. Delas é o Reino dos Céus. Nele não entrareis se não procederdes como as crianças." Mesmo não sendo entendido ou não encontrando concordância de pensamentos, prossigo no assunto. Cristo disse a Pilatos :" todo aquele que é da verdade escuta a minha voz." (Jo.,l8,37). Então, Pilatos perguntou-Lhe : que é a verdade?

A verdade é aquilo que é . Na definição do filósofo Isaac Israeli a verdade é a adequação da coisa à inteligência (" veritas est adequatio rei et intelectus"). E, São Tomás de Aquino confirma :" sequitur esse rerum, segue e acompanha a existência das coisas, pois conhecer uma verdade é sempre e necessariamente conhecer o que é: o que não é , o nada, não pode ser o termo de um conhecimento; conhecer a verdade é sempre conhecer a adequação ou conformidade (identidade) entre o que a inteligência diz da coisa e o que ela é em si mesma." (pg. 204 do A Caminho da Verdade Suprema do eminente jesuita Pe. Pedro Cerrutti). Vamos exemplificar: um cachorro será sempre um cachorro, embora alguns o possam considerar como um guará, um lobo, uma capivara, um leão etc.

Muitos vendo a coisa diferentemente criam a própria verdade, e assim se explica porque existe a pluralidade de entendimentos dificultando ou impedindo a unidade de pensamento. Nós outros que nos abeberamos dos ensinamentos cristãos autênticos adquridos desde a infância e no decurso da vida, passamos a compreender com maior facilidade enigmáticos conceitos evangélicos, como a maravilhosa sentença : Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida

Seguros do que seja a verdade e de que a conhecemos , podemos pautar nossas vidas dentro de autêntica realidade, onde não existe lugar para o desânimo, logo afugentado pela intensa luminosidade da verdade, eterna , imperecível. Pena que a educação religiosa e moral, que serviria para o aperfeiçoamento moral, de há muito se encontra abandonada ou quase extinta, contribuindo para a degradação do meio ambiente, que tanto se lastima. Mesmo assim, confiamos no retorno dessa educação e, desta forma, com a posse da verdade, escorraçaremos o desânimo diabólico que pode nos atormentar.



Também visitem nosso site: www.domusaurea.com.br
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui