Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
202 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58651 )
Cartas ( 21223)
Contos (12988)
Cordel (10256)
Crônicas (22145)
Discursos (3159)
Ensaios - (9330)
Erótico (13465)
Frases (45856)
Humor (19093)
Infantil (4322)
Infanto Juvenil (3485)
Letras de Música (5466)
Peça de Teatro (1335)
Poesias (137967)
Redação (3032)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2423)
Textos Jurídicos (1940)
Textos Religiosos/Sermões (5382)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Redação-->ÁGUA MATERNAL -- 18/12/2020 - 13:31 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

            ÁGUA MATERNAL

              Em um aconchegante ninho de água, nutritiva, caliente e protetiva vivemos por meses, desde que fomos gerados até quando precisamos nos desconectar de todo esse conforto.
              Gravadas as belas sensações desse período nos diversos níveis da nossa memória, por mais remota ou inconsciente que seja, essa água maternal povoa os nossos sonhos.
              É maravilhosa a sensação de estar bem sob a água  do rio, do mar ou da piscina, num mergulho tranquilo onde todo o mundo parece distante e só existe o aconchego daquele líquido precioso numa harmonia deliciosa, como um passeio no ventre materno.
               Esta reflexão me remete a vários sonhos nos quais eu nadava feliz, como um peixe, em uma grande piscina construída em uma encosta do mar, preservando parte da formação natural, inclusive o desnível do solo, o que tornava mais agradáveis as minhas repetidas aventuras naquele local.
               Em um mergulho real e guiado no mar, entre peixes e corais, a dez metros de profundidade, a alegria, o sentimento de paz e aconchego trouxeram-me todas as sensações boas que conhecia dos sonhos e que guardava da minha vida intrauterina, mesmo no inconsciente.
               Esta sensação da água maternal que não sufoca, acolhe, abraça amorosamente e acalma enquanto a vida prossegue pode ser experenciada quando desejamos distensionar um pouco... Acomodarmo-nos por alguns minutos, em silêncio, na posição de um feto, traz-nos relaxamento e paz.

           Dalva da Trindade S. Oliveira
                   (Dalva Trindade)
                       18.12.2020

          *** Neste Natal, deste ano tão diverso, surpreendente e desafiador para todo o mundo, meus votos são de muita Fé e Esperança na vida. Jesus também foi gerado numa Água Maternal e disse a todos que Ele é a Água Viva que mata verdadeiramente a sede. Mergulhemos em Jesus e acreditemos que as tempestades passam e dias melhores virão. Felizes Novos Dias!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 3Exibido 17 vezesFale com o autor