Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
111 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57379 )
Cartas ( 21181)
Contos (12605)
Cordel (10139)
Crônicas (22258)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44139)
Humor (18586)
Infantil (3847)
Infanto Juvenil (2802)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138546)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Vida Desolada -- 06/10/2002 - 09:38 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Quando as pessoas

falam de solidão

Exprimem toda angústia

do fundo do coração.



Que bate apertado

dentro do peito

chorando pelos cantos

Porque tudo que lhe resta

é um solitário leito.



Agora nada presta

A amarga solidão,

arde dentro de mim

e não quer sair.

Rezando para a noite cair

Depois amanhecer.



Amanhece e é tudo igual

Tudo anormal

Como pode modificar(interrogo)

Se eu não amo ninguém (interrogo)

Vivendo e caminhando

em direção do nada,

Com este não movimento

De uma vida desolada?



mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm



Marcelo de Oliveira Souza

20/06/1996
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui