Usina de Letras
Usina de Letras
19 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61963 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10264)

Erótico (13560)

Frases (50382)

Humor (20001)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4726)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140719)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6142)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Erotico-->A MULHER DE PAPAI -- 29/10/2002 - 14:52 (Andrezza) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Desde pequena eu era curiosa em relação a sexo, meus pais se separaram eu tinha 4 anos , pouco tempo depois minha mãe estava casada de novo.Meu padrasto era lindo, e erámos como pai e filha.Ao fazer doze anos fui para Londres morar com meu pai e estudar, anos voltei para casa de minha mãe para a surpresa de toda família a garotinha franzina havia se transformado numa linda garota,de corpo torneado, seios e nádegas empinadas da antiga garota restara apenas o sorriso sapeca. Logo na minha primeira semana após a euforia da família pela minha chegada comecei a reparar que meu padrasto não me olhava apenas como a filhinha querida que retornava à casa , mas me olhava como mulher, como se quisesse me devorar ... mantinha um olhar mais penetrante, de quem estava louco para me levar para cama.
Logo na minha segunda semana no Rio, minha mãe precisou fazer uma viajem era um Congresso no Nordeste, meu padrasto não iria acompanha-la pois estava com muitos projetos em sua construtora e eu ainda precisava ajustar minha vida, ficaríamos eu e ele em casa...pois meu irmão estudava fora e só se juntaria a nós no fim de semana. Logo na primeira noite, ele chegou mais tarde que o de costume, e foi assim nos 3 dias que se seguiram, uma bela tarde, ao voltar do shopping para minha surpresa apenas a cozinheira e o motorista estavam na casa, logo Magda me disse que “papai” receberia um casal para o jantar e por isso todo aquele empenho nos preparativos , na mesa um recado dele me avisava do jantar e pedia para que eu não me ausentasse naquela noite pois na ausencia de mamãe eu a representaria. No meu quarto escolhi uma roupinha adequada a ocasião, como ainda era cedo me troquei e fui para a piscina. Fiquei ali imaginando a vida que a sorte que mamãe havia tido ao casar-se com aquele homem maravilhoso. Lembrei de uma noite , eu devia ter uns 7 anos quando na minha curiosidade infantil fiquei escondidinha observando os dois transarem, por azar ele percebeu o que fazia, e sem deixar que mamãe percebesse me colocou na cama enquanto me dizia que não era hora para que eu aprendesse sobre aquilo.. Terminei dormindo, acordei com sua chegada, me deu um longo beijo na testa, acariciando a cabeça e saindo, ele estava especialmente mais bonito, perfumado ficava bem naquele terno cinza...
Logo saí da piscina já eram 6 horas e não sabia que horas ele teria marcado o jantar. Na subida para o quarto visualizei Magda, dando os últimos detalhes da mesa. O quarto de papai estava entreaberto, resolvi entrar para saber o horário em que os convidados chegariam, ele estava no banheiro totalmente nú, estava ainda mais lindo de quando o vi pela primeira vez, ele sorriu notando meu olhar de admiração, aproximou-se carinhoso como sempre, me abraçando o contato daquele grande orgão com meu biquine quase inexistente causou arrepio, Ele percebeu meu corpo quente e com seu jeito divertido puxou o lacinho de meu biquine ficando pele a pele comigo. Não demorou eu sentir que ele estava excitado, e me afastei rápido entrando para meu quarto, era uma loucura mas aquela situação era deliciosa. Demorei o máximo que pude no banho ao sair ele estava sentado em minha cama, me aproximei completamente entorpecida ele puxou-me para a cama e delicadamente tocou meus seios, Senti um turbilhão de emoções , instintivamente abri aos poucos minha perna, e deixei que ele me tocasse ... aos poucos me deixava levar por aquelas mãos e me aninhava em seu corpo, ficamos nos acariciando um bom tempo, estávamos visivelmente loucos um pelo outro , ao sentir o ápice do desejo ele levantou-se me deixando ali ... pediu que me vistisse pois logo logo os convidados chegariam, eu fui ao guarda roupa escolhendo o traje mais sensual que havia, me maquiei e desci, ele estava impecavelmente lindo, me aguardava com uma champagne e um som delicado, sentamos enquanto nos olhavamos de modo faminto, conversamos sobre a empresa, sobre a familia e ele não tirava os olhos de meus peitos enquanto eu não deixava de esconder meu desejo em tocar seu membro. O telefone tocou , era mamãe ele conversa com ela enquanto me olha ela certamente pergunta por mim ele diz que havia um bilhetinho meu que estava no shopping ela desligou , ele sorriu e sentou-se ao meu lado , puxando me para seu colo como sempre fisera, agora porém anos depois jpa não brincava de torradeira ele abria meu fecho enquanto deixava meu corpo à mostra no centro da sala , sua roupa oas poucos ia caindo .. em segundos estávamos nús nos acariciando na sala, ficamos ali nos bulinando trocando palavras de pai e filha no auge de uma excitação , eu já me abrira enquanto seu membro brincava de roçar minha grutinha. Papai como quando eu era criança me pegou no colo para me levar para o quarto, dessa vez ele não contaria uma história para que eu dormisse e sim para que eu me mantivesse acordada., quando estávamos no meio da escada ouvimos um carro buzinar , ele colocoume no chão, me colocamos nossas roupas e ficamos ali aguardando o s convidados. O jantar correra bem, o casal elogiava papai e dizia o quanto ele tinha uma linda filha. Era uma hora da manhã quando papai os acompanhou até arua , eu já sabia como terminaria nossa noite, ele voltou com um lindo sorriso dizendo –se orgulhoso de sua filhinha, iniciamos nosso ritual , ele banhou-me de champanhe enquanto me lambia e chupava, deitou-me na mesa abriu-me enquanto recheava minh agruta com chantilly , sua lingua devorava todo o creme e me fazia contorcer de desejo. No auge da minha excitação ele novamente me levou pela escada , fomos para sua cama onde tantas vezes o vi tranzar com minha mãe. , ficamos ali no vai e vem até que ele me colocou por cima eu deslisava em seu membro fazendo gritar de prazer , passamos a noite ali como homem e mulher , amanhecemos na cama como pai e filha , durante o café não nos encarávamos , na noite seguinte lá estavamos em meu quarto dessa vez, eu já não parecia mais a garotinha da noite anterior, me transformara numa devassa louca para dar prazer ao seu homem, e assim passamos 4 dias e quatro noites , quando minha mãe retornou lá estava os dois o belo casal ,ficamos dois anos levando uma vida dupla, minha mãe separou-se por saber que ele tinha uma amante, mas nunca soube quem era, me casei mas continuei a ver papai, era acima de qualquer suspeita....

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui