Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
128 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59120 )

Cartas ( 21236)

Contos (13110)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9437)

Erótico (13481)

Frases (46507)

Humor (19274)

Infantil (4457)

Infanto Juvenil (3722)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138224)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5522)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->A carne é fraca...Até quando? -- 22/01/2009 - 23:00 (Elias Torres) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. A carne é fraca...Até que ponto?

Texto: Elias Torres



Muitas pessoas, quando são surpreendidas cometendo o ato do adultério, já têm a resposta pronta na ponta da língua para dar e, por incrível que pareça, são todas iguais. Creio que são, também, em muitos idiomas e sempre dizem: “Espera um pouco, não é o que você está pensando”. Se não é, seria o quê?

A falta de inciência, de muitas pessoas, em relação à palavra de Deus confunde tudo o que na verdade não é. Quando Jesus estava orando no jardim de Getsêmani ele disse palavras aos seus discípulos e muitos a usam para se desculpar do ato covarde, e nojento, do adultério. Muitos impudentes dizem que a carne é fraca.

Quando o Senhor usou essa expressão, “a carne é fraca”, foi num momento depois da oração, pois Ele estava experimentando uma forte depressão. Jesus orava enquanto os seus discípulos dormiam.

Jesus advertiu Pedro dizendo: “Então, nem uma hora pudestes vigiar comigo?” Mas essa advertência serviu também para os outros e foram feitas por três vezes.

O Senhor disse: Vigiai e orai para não cair em tentação, o espírito na verdade está pronto, mas a carne é fraca. Aqui Jesus não estava se referindo ao adultério, especificamente, e sim orientando para não perdessem a fé diante das muitas adversidades que iriam enfrentar no futuro.

Quando Ele disse: “O espírito está pronto”, expressão contida no salmo 51 12, Ele quis alertar os discípulos, e a ele próprio, que o espírito de cada um estava no controle de Deus com alegria e obediência.

As pessoas incastas dizem, trai porque a carne é fraca. Do espírito não dizem nada, pois são pessoas sinuosas que praticam a infidelidade conjugal com frieza. Elas precisam de Deus, precisam de perdão, mas não da aprovação de seus atos ou de um tratamento psicológico.

Concordo que a carne é fraca, mas nosso caráter tem que ser mais forte, pois o respeito e o amor pelo cônjuge têm que ser mais potente, caso contrário é safadeza mesmo.

Para mostrar que o homem é homem não é preciso praticar esses atos libidinosos que, além de ser um crime, para Deus é um ato covarde e nojento. Quando o sexo masculino rejeita o adultério parece brincadeira, mas a outra o respeita.

Aquele velho ditado ainda funciona: “Quando um não quer, dois não fazem”. No caso da mulher, ela pode fazer forçada, mas com o homem é mais difícil, pois o sexo masculino não consegue realizar o coito forçado, nem com uma arma na cabeça, a não ser que a pessoa seja um doente por sexo.

Se o homem já se conhece, e sabe que é propenso a não ser fiel, não case, para não magoar pessoas, viva eternamente solteira. Os impudentes que agem dessa maneira têm a tendência de serem mortos pelos maridos de outras mulheres.

Quem pratica o adultério deleita-se juntamente com o Diabo.





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui