Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
136 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57774 )
Cartas ( 21192)
Contos (12698)
Cordel (10211)
Crônicas (22323)
Discursos (3143)
Ensaios - (9127)
Erótico (13427)
Frases (44588)
Humor (18711)
Infantil (3976)
Infanto Juvenil (2916)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138422)
Redação (2956)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5044)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->PEQUI PICA ! -- 01/04/2003 - 09:20 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
PEQUI PICA !
José de Sousa Dantas, em 01/04/2003


PEQUI PICA na pessoa,
prejudica porque prega,
prendendo por toda parte,
pousa permanece e pega,
pregando peça uma pinça,
para permitir puxar,
pois procura penetrar
pela pele que pespega.

Pregando não se sossega,
enquanto estiver picando,
muito pior pela boca,
na língua se segurando,
espinhos avermelhados,
pequenos e perigosos,
todos ficam pegajosos,
magoando e incomodando.

Acontece vez em quando,
a pessoa ser enganada
na hora da refeição,
com uma fome danada,
leva à boca, dá mordida,
sem saber que a pitomba
num instante vira bomba,
explode e fica cravada.

Gente não acostumada
pode mastigar o fruto,
que aparenta apetitoso,
bonito e por fora enxuto,
mas depois que mastigar,
aparecem os espinhos,
que eles ficam agarradinhos
e o sujeito fica puto!

Não espera um só minuto,
já procura uma solução,
vai à busca de um dentista
pra fazer a extração
das centenas de espinhos,
que estão bem agarrados,
mas precisam ser arrancados,
evitando irritação.

Uns espinhos não saem não,
continuam incomodando,
que somente o organismo
pode fazer um comando,
se encarrega a destruir
cada pedaço cravado,
que um dia vai ser sarado,
somente Deus sabe quando.

A gente vai avisando,
começando por aqui,
cuidado com a comida
muito mais se tem PEQUI;
ninguém deve confiar
numa camada espinhosa,
entre a massa se entrosa,
pode agarrar por aí.

Nem pra mim e nem para ti
ou qualquer outra pessoa,
venha a ocorrer a picada
de PEQUI comendo à toa;
mesmo sendo aproveitada
boa parte saborosa,
mas a outra é perigosa,
que se pega, lhe atordoa.





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 69Exibido 654 vezesFale com o autor