Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
81 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57106 )
Cartas ( 21170)
Contos (12598)
Cordel (10092)
Crônicas (22211)
Discursos (3137)
Ensaios - (9015)
Erótico (13403)
Frases (43755)
Humor (18485)
Infantil (3792)
Infanto Juvenil (2717)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138313)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4891)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O quintal dos desesperados -- 06/01/2009 - 23:10 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O quintal dos desesperados





A recente eleição entre o Hamás e o Fatah, ocasionou essa grande confusão belicosa, pois os israelenses não aceitaram o resultado, onde o vencedor é classificado por eles como terroristas.

Assim houve um conflito interno após as eleições entre esses dois grupos, quer dizer a primeira fase da eleição foi nas urnas e a segunda da forma mais vil e sangrenta em que as pessoas resolvem os seus litígios.

Como o Hamás conseguiu derrotar os seus adversários de urna na Faixa de Gaza, a Palestina dividida e retalhada, ficou sendo administrada nesse local por ele e na Cisjordânia está sob os “domínios” do Fatah.

Dentro de toda essa confusão Israel não podia deixar de se pronunciar, depois de cercar os territórios palestinos, com enormes muros, resolveu controlar ainda mais o que entra e sai de Gaza, e isso não é admissível, pois as pessoas que já sofrem com todo esse entrevero secular, têm agora o seu algoz como administrador de verbas da ONU para esses territórios, e ainda regula a distribuição de alimentos e mantimentos para lá.

Diante disso o Hamás começou a atacar com foguetes artesanais, o seu “vizinho”, pondo em risco a população que acerca.

Com o apoio de seu grande aliado, e fornecedor de armas, os EUA, os israelenses sempre sentiam-se confiantes para desenvolver seus projetos bélicos mais ambiciosos, tanto que têm uma das forças militares mais preparadas do mundo e detém a famigerada bomba atômica.

O cenário da guerra foi montado, um não quer ceder, tampouco o outro, mas o pior de tudo é que as pessoas continuam morrendo e sofrendo diante de todo esse martírio, onde cidadãos do mundo inteiro pedem um basta para esse genocídio, e isso porque ninguém sabe ainda na sua íntegra o que está acontecendo realmente lá.

Salvo as devidas proporções, percebemos que a humanidade não aceita o diferente, e o pior de tudo, mesmo todos nós sendo iguais, a cobiça e irá está no interior de todos que se sentem dominantes, os dominados sempre escorraçados, um dia reagem da forma mais violenta, e os poderosos em seus “pedestais” somente acordam quando o seu “mundo” é abalado com um grito de dor.





Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui