Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
42 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59127 )

Cartas ( 21236)

Contos (13112)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46510)

Humor (19279)

Infantil (4457)

Infanto Juvenil (3725)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138227)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5523)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->*BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO* -- 06/11/2008 - 18:36 (Sonia Nogueira - *sogueira*) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Centro de Convenções



Bienal Internacional do Livro – Fortaleza -CE



Em novembro, as comunidades lingüísticas portuguesa e espanhola se encontram na 8ª Bienal Internacional do Livro do Ceará



Publicarei um livro Infantil:

“No Reino de Sininho”



No dia 12 de novembro o Centro de Convenções do Ceará vai ser cenário da Aventura Cultural da Mestiçagem. É este o tema da VIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, que até o dia 21 vai receber cerca de 70 convidados estrangeiros, de países da África, América, Ásia e Europa, e mais de 100 participantes do campo literário e editorial do Brasil, que estão na programação em debates, palestras, encontros, lançamentos, entre outras atividades. A Bienal ocupará uma área superior a 3 mil m² do Centro de Convenções do Ceará e este ano levará também parte de suas atividades para espaços da vizinha Universidade de Fortaleza – UNIFOR.



A Bienal deverá receber, nos dez dias de feira e atividades, cerca de 750 mil visitantes. O acesso ao público será aberto e todas as atividades serão gratuitas. A Bienal Internacional do Livro é uma ação de política pública do Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), visando o acesso ao livro e debates em torno dele.



É promovida pelo Sindilivros e conta com patrocínio da Petrobras e Coelce. Tem ainda parceria da Unifor e apoio do SESC/SENAC, Unimed, Cagece e Servis.

Nessa aventura cultural, duas comunidades lingüísticas, a portuguesa e a espanhola, estão no foco, abrindo-se para a multiplicidade de culturas e a condição mestiça de suas raízes. Motivada pelo seu tema, a Bienal está comprometida com a integração das diversas culturas envolvidas, reconhecendo seus hábitos, costumes e literatura, com a democratização e a mobilização do acesso universal ao livro, à leitura e à produção literária.



Diversas atividades serão realizadas, baseadas na promoção e geração de conhecimentos, sem fronteiras culturais e sociais, reunindo um público diversificado e evitando isolamentos de quaisquer naturezas.



Diariamente haverá leituras em uma atividade chamada "Para Conhecer Poesia", com a participação de autores do Brasil, Moçambique, Cuba, Equador, México, São Tomé e Príncipe, Espanha, República Dominicana, Uruguai, Peru, Chile, Colômbia, Porto Rico, Portugal e Nicarágua. Debates vão discutir questões relacionadas à América Latina, como a cultura de resistência, suplementos culturais e a contribuição das casas de cultura; assuntos do mercado editorial; literatura cearense; globalização e identidade cultural; entre outros temas ligados ao livro e à leitura.



Escritores, livreiros e editores do Brasil e países convidados proferirão palestras que vão de folguedos afro-brasileiros no Ceará ao barroco e surrealismo na América Latina, passando pelos avanços das neurociências para o ensino da leitura, pela integração cultural entre Brasil e América Hispânica e pelas experiências de Timor Leste e Guiné Bissau.



Encontros, lançamentos de livros, congresso de cordelistas, teatro e shows também estão nessa aventura cultural da mestiçagem. Na parte musical, atrações como os mexicanos Cabezas de Cera, os brasileiros Vitor Ramil, Fernanda Takai e Cordel do Fogo Encantado, além de bufões e vaqueiros, subirão ao palco do auditório principal do Centro de Convenções, batizado na Bienal como Teatro José Carlos Matos.



Espaço Infantil e Arena Jovem

Para o público jovem e infantil foram criadas áreas especiais. O Espaço Infantil Antônio Sales, terá programação de contação de histórias, espaço para leitura livre e oficinas de confecção de livro, origami, cordel, fanzine, fantoche e construção de história. No Espaço Jovem Moreira Campos, os visitantes vão dispor de áreas de vídeo games com jogos mitológicos, fantasia medieval, jogos educativos, área para mesas de RPG, espaço de leitura e de filmes, exposição e arena com palestras e mesas-redondas diariamente.



Salas Permanentes

A Bienal terá ainda Salas Permanentes destinadas a revistas (Sala Eduardo Campos), Música (Sala Humberto Teixeira), vídeos (Sala Luís Severiano Ribeiro), cordel (Sala Cego Aderaldo), mostra gráfica (Sala Aldemir Martins), Café Literário (Sala Jader de Carvalho), Arte Postal e Poesia Virtual (Sala Antônio Girão Barroso), entre outras.



Pavilhão de Exposições

Uma média de 300 editoras e instituições do Brasil e países convidados vão estar nos quase 100 stands do Pavilhão de Exposições, que contará este ano com uma novidade: A Ilha dos Continentes. Em um espaço de 234 m², a Ilha dos Continentes vai receber editoras nacionais e estrangeiras e instituições que nunca participaram da Bienal ou não teriam oportunidade de participar de uma feira de livros internacional, apesar da reconhecida importância para as comunidades lingüísticas portuguesa e espanhola.



Campanha de doação de livros

Todas as atividades da Bienal serão gratuitas, mas para contribuir com a difusão da leitura, ampliando o acervo das bibliotecas regionais, foi criada a campanha "Livro é Show", que vai trocar livros por ingressos para as apresentações musicais e de teatro, que acontecer entre os dias 12 e 21 de novembro, como parte da programação da Bienal.



A campanha funcionará da seguinte forma: Cada livro dá direito a um ingresso. Cada pessoa só poderá trocar até 02 ingressos. Serão disponibilizados 800 ingressos para cada show. O ponto de troca será na Biblioteca Estadual Gov. Menezes Pimentel, até o dia 10 de novembro, das 9h às 17h. Serão disponibilizados 800 ingressos para cada show.



Programação Artística

Dia 12 às 19h – Show TEATRO MÁGICO (Brasil)

Dia 13 às 19h – CHICO ANYSIO É SHOW (Brasil)

Dia 14 às 19h – Show VICTOR RAMIL (Brasil)

Dia 15 às 19h – Espetáculo Teatral MERCADORIAS E FUTURO, com Lirinha, do Cordel do Fogo Encantado (Brasil)

Dia 16 às 19h – Show CORDEL DO FOGO ENCANTADO (Brasil)

Dia 17 às 19h – Show DONA ZEFINHA (Brasil)

Dia 18 às 19h – Show OS BUFÕES CATAM FLAVIO PAIVA (Brasil)

Dia 19 às 19h – Espetáculo teatral JOÃO E MARIA (Brasil)

Dia 20 às 19h – Show CABEZAS DE CERA (México)

Dia 21 às 19h – Show FERNANDA TAKAI (Brasil)



O homenageado – Chico Anysio

Nesta edição a Bienal do Ceará presta homenagem especial a Chico Anysio. Humorista, ator, compositor, artista plástico, entre tantas outras atribuições, Chico Anysio é essencialmente um escritor, vivendo no universo da literatura, seja como dramaturgo ou roteirista. É autor de uma série de livros e o mais recente, Três casos de polícia, será lançado na Bienal Internacional do Ceará.

SERVIÇO



8ª Bienal Internacional do Livro do Ceará – de 12 a 21 de novembro, das 9h às 22h no Centro de Convenções do Ceará (Av Washington Soares, 1141). Acesso e Programação: GRÁTIS. Para os shows, que acontecerão diariamente às 19 horas no Auditório Principal do Centro de Convenções (1.000 lugares), o acesso será mediante a troca de um livro. Informações: (85)3267.2283.



Publicação da ACE:

Associaçõa Cearense de Escritores



Sonia Nogueira



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui