Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
251 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57940 )
Cartas ( 21204)
Contos (12789)
Cordel (10234)
Crônicas (22050)
Discursos (3145)
Ensaios - (9188)
Erótico (13450)
Frases (45028)
Humor (18876)
Infantil (4089)
Infanto Juvenil (3121)
Letras de Música (5496)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138516)
Redação (2984)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2416)
Textos Jurídicos (1932)
Textos Religiosos/Sermões (5184)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Ao Poeta ALMIR FILHO -- 18/03/2003 - 08:53 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Ao Poeta ALMIR FILHO
José de Sousa Dantas, em 18/03/2003

Poeta ALMIR ALVES FILHO,
fez o cadastro de BARDOS,
somos todos felizardos,
nessa arte eu compartilho;
o seu verso tem o brilho
das cores da aquarela,
aparece numa tela,
promovendo a alegria,
com tanta sabedoria,
que todo mundo o revela.

Faz o verso com cautela,
na mais doce inspiração,
realiza a produção,
coloca numa gamela;
mostra, explica, limpa e zela,
deixa o trabalho decente,
quem chega no ambiente
vê o seu trabalho nobre,
branco, preto, rico, pobre,
moço, velho e adolescente.

Na USINA está presente,
pensa, escolhe e determina,
faz os textos pra USINA,
de maneira coerente;
valoriza, vai em frente,
fazendo a revelação,
trabalha com devoção,
aplicando o seu talento,
mostrando conhecimento,
pra nossa satisfação.

É a sua pretensão,
todo dia elaborar
mais trabalho e divulgar,
aumentando a informação;
tem a nossa aprovação,
comece a desenvolver,
nós queremos conhecer
seus cordéis e poesias,
frases, contos, melodias,
ensaios que dão prazer.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui