Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
248 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57924 )
Cartas ( 21204)
Contos (12783)
Cordel (10233)
Crônicas (22048)
Discursos (3145)
Ensaios - (9188)
Erótico (13447)
Frases (45006)
Humor (18866)
Infantil (4083)
Infanto Juvenil (3105)
Letras de Música (5496)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138507)
Redação (2982)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2415)
Textos Jurídicos (1932)
Textos Religiosos/Sermões (5174)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->O QUE FAZ UM COCO SECO! -- 07/03/2003 - 16:11 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O QUE FAZ UM COCO SECO !
José de Sousa Dantas, 2001

Muita gente de Brasília
tem origem do sertão
gosta das coisas da terra
e admira a região
tem apetite por rabada
arroz doce e maxixada
panelada e rubacão.

Quer carne de criação
rapadura e tapioca
beiju, goma, quebra-queixo
carne-de-sol e pipoca
casca e rapa de juá
raiz e ramos pra chá
e farinha de mandioca.

Cana caiana, ypioca
manteiga e queijo de coalho
cuscuzeira e caçarola
rede e colchas de retalho
muda de cajá e de umbu
de pinha e de cumaru
tranças de cebola e alho.

Relho e marra de chocalho
e todo tipo de “mangaio”
macaúba e COCO SECO
poleiro de papagaio
cuia e ninho de passarinho
um protótipo de moinho
urupemba, enxó, balaio.

Quando chega o mês de maio
que aumenta a produção
nordestinos em Brasília
fazem solicitação
perguntando se alguém
poderá trazer também
COCO SECO do sertão.

Mostrando boa intenção
COCO SECO era escolhido
um produto que em Brasília
no cardápio é preferido
no nordeste era apanhado
e no avião transportado
para ser distribuído.

Na sacola conduzido,
certa vez um COCO racha
começou a vazar água
depois que o fiscal despacha
foi logo na decolagem
cai água da fuselagem
molha a roupa da muchacha.
.......................................
Certa vez no Ministério
um embrulho se rasgou
caiu COCO sobre o piso
que bateu, tiniu, rolou
alguém pensou que era bomba
cada COCO rola e tomba
e muita gente se espantou.

O vigia se assustou
sem saber o que seria
passando por um vexame
vendo o povo em agonia
no Tesouro um fuzuê
no BACEN, CAIXA e BB
houve outra correria.

Foi aquela latomia
nos salões e corredores
uns tocavam uma sirene
como os despertadores
foi preciso haver ajuda
e cada um dizia: Acuda!
“Me socorram meus senhores!”

A história nos setores
passou a ser dominante
COCO rola e amedronta
mesmo sendo num instante
mas foi o suficiente
para assombrar muita gente
tornando um fato chocante.

Uns foram tomar calmante
para aliviar o medo
até hoje não esquecem
a malícia do enredo
não sabiam que o COCO
saltitando dá pipoco
parecendo com torpedo.

O piso é como lajedo
rijo, seco e resistente
quando toca, faz barulho
na batida frente a frente
foi o que aconteceu
muita gente estremeceu
com o choque renitente.

O horror no ambiente
provocou a confusão
no momento que o COCO
foi rolando pelo chão
que pulou como pipoca
e de repente o povo invoca
cadê nossa proteção!

Quem estava no balcão
vigiando acomodado
ficou logo em desespero
nervoso e descontrolado
olhava pra todo canto
avistando aquele espanto
de gente por todo lado.

Num instante era indagado
se o que estava acontecendo
era bomba perigosa
pela forma, parecendo
uma pequena peça esférica
deixava a platéia histérica
sentindo um medo tremendo.

Muita gente foi correndo
no meio da multidão
pensando que era bomba
que causava a explosão
inda hoje desconfia
pensando naquele dia
de alarido e aflição.

Após a decepção
alguns já compreenderam
sem provocar mais alardes
mas outros não entenderam;
e se nota que em Brasília
tem pessoas de vigília
dos COCOS não se esqueceram.

Tem aqueles que aprenderam
que o COCO é saboroso
já outro ficou cismado
deprimente e desgostoso
recordando a tempestade
já perdeu toda vontade
lhe deixando receoso.

O COCO ficou famoso
é motivo dessa história
e até hoje há comentário
daquela cena irrisória
mesmo assim é procurado
vez em quando é relembrado
não saindo da memória.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui