Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
85 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57493 )
Cartas ( 21184)
Contos (12619)
Cordel (10174)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44271)
Humor (18617)
Infantil (3899)
Infanto Juvenil (2845)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138240)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4979)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->A Raça Insana -- 02/07/2008 - 09:02 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A Raça Insana











Adentramos o futuro onde a nossa população aumenta cada vez mais, o desenvolvimento tecnológico cresce junto com todas as dificuldades que passa o nosso povo, que ainda se designa como raça humana.

Diante de tudo isso existe a grande contradição que agora caracteriza a nossa espécie, que muitas vezes é capaz de grandes façanhas e também de grandes vergonhas.

O pior de tudo isso é que a maldade impera na maioria da personalidade das pessoas, pois como é lógico, mesmo sem aceitarmos, a super-população gera a competição e isso proporciona a violência.

Dentro desse triste aspecto testemunhamos a violência, o desemprego, a falta de oportunidades, educação, cultura e o pior de tudo a FOME.

Esse é o grande problema que aflige a todos nós, resolvendo tudo isso, podemos partir para equacionarmos todas os nossos flagelos.

A sociedade presencia atônita a tudo isso, e os governantes fingem que está tudo bem, porque o bolo econômico somente visita os seus grandes palácios.

Assim criou-se em nossa sociedade planetária o “salve-se quem puder” quem tem dinheiro é valorizado, que não tem é humilhado e cada um que se vire para sobrevier, que é o grande e perfeito exemplo do capitalismo selvagem.

Assim a segregação continua de diversas formas, um discriminando o outro, atacando o outro em diversos aspectos, mesmo dentro do seio familiar percebemos traços de insanidade, pois o respeito pela vida do outro foi-se, a incompreensão é uma vertente permanente e depois TODOS ficam indignados com o índice de violência que permeia e corrói toda sociedade mundial.







Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui