Usina de Letras
Usina de Letras
18 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->A Retórica Da Rapina! -- 18/05/2008 - 16:52 (aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa/Alcir JT. de Souza) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A Retórica Da Rapina!





Mais uma vez,o abutre volta a voar nas páginas do jornal onde em seu tempo de mando,matérias eram censuradas,jornalistas presos sem nenhum direito, sequer o de saber se da cadeia militar onde se encontravam, sem motivo outro que não o de terem expressado suas opiniões em páginas como nas que hoje este passaro agourento despeja seus “droppings” sairiam com vida. A questão da vida era extremamente importante,para os que tiveram o infortúnio de sofrer as humilhações físicas e morais a eles impostas, pois seria com suas sobrevivências, que o restante do pais e a história ficariam sabendo sobre o que acontecia nas masmorras medievais em que se transformaram os quartéis habitados pelos esbirros da “redentora” .Volta o paria a defecar na sociedade suas mentiras e sua ira assassina,em sua pífia e falaciosa tentativa de justificar o injustificável,retorna o velhaco oficial à tentar cumprir sua missão de emitir atestados de óbitos, inocentando os assassinos e culpando as vitimas; lembro a todos, que não existiria revolta se os anseios da população que elegeu a dupla Jânio Quadros João Goulart, tivessem sido respeitados, e após a renuncia do mal fadado presidente ,como mandava (ainda manda) a constituição tivessem assistido de seus poleiros caiados a posse legitima do vice presidente, que repito ter sido democraticamente eleito, ao invés de seguirem os ditames de lincoln gordon e seu assecla de campo vernon walters, que por sua sanha assassina e imperialista,custaram ao Brasil tantos anos de tortura, de morte e de atraso e de distanciamento do processo evolutivo o qual seguíamos e pelo qual seriamos hoje não fora pelo vassalismo pecuniário que norteava o referido passaro agourento e seus cúmplices, uma nação melhor e mais justa para todos os brasileiros.

Em seu texto sujo e mentiroso, onde tenta imputar a culpa do estupro no cumprimento da saia da vitima, escreve o paria, que seu lado teve vitimas de ações hediondas promovidas e levadas a cabo pelos “comunistas”que foram derrotados e como tal deveriam ficar calados. Tenta ainda hoje,calar a verdade, a verdade que a morte de Manoel Fiel Filho, Stuart e Zuzu Angel, dentre tantos outros não me permitem calar. Quem são os militares ainda hoje desaparecidos ? Quantos foram enterrados em covas rasas e sem marcas ? Quantos foram torturados em calabouços imundos e covardes ? Quantos tiveram seus direitos a vida revogados, que não em combate ? O canalha ainda tem a coragem de tripudiar sobre os cadáveres dos patriotas que deram suas vidas por uma causa justa nobre e honrada, a do supremo direito de ser respeitado como ser humano ; jamais valeu nada e morrerá sem que valha, amigo golpista de assassinos como sergio fleuri, harri shibata,emilio médice e tantos outros seus iguais, que puseram a ética e a moral de lado em nome de um golpe anti democrático covarde e pusilânime,que ceifou do pais mais de 50 anos de avanço democrático, tecnológico,cultural e social, meramente para que fosse seguida a cartilha escrita e editada pela política externa norte americana, que tudo fez e continua a fazer, para que o Brasil jamais ocupe seu lugar de honra no cenário político do mundo.

Quero saber, o que o Jornal do Brasil (ou seus atuais diretores)deve(m) ao eterno e indefectível coronel ? A nação e as suas futuras e atuais gerações, asseguro-lhes nada devem, pelo contrário ele e seus pares é que são eternos devedores da nação.Foge-me a compreensão o que pode acrescentar que não azedume e fel as relações entre o novo Brasil e seu povo esta figura patética que deveria encontrar finalmente seu lugar no banco dos réus ou no esquecimento tácito meritório aos pulhas de sua laia. O que pode alguém, que conviveu e apoiou incondicionalmente uma “ditadura” ter a oferecer a uma nação democrata ?

Traço aqui uma analogia, entre o referido individuo e a tentativa dos neo nazistas de impingirem (quando a negativa não funcionou)aos judeus a culpa pelo holocausto. Soa profundamente desrespeitoso, tanto as vitimas, quanto aos seus descendentes, que fosse dado a joseff goebells o direito de escrever o obituário dos seis milhões de judeus, quarenta milhões de Russos e tantos outros milhões de minorias por ele e por seus comandados exterminados da face do planeta, da mesma maneira, como me causa repulsa ver a face sorridente do assassino exposta como aviso as suas possíveis e futuras vitimas, no topo de uma página, que tem a baixo a face da ética e da coerência democrática que é a de Villas-Bôas Corrêa.

Coronel © jarbas passarinho, eu sei “quem” você é,sei também “o que” você e sua malta fizeram contra o pais,sei “onde” você quer chegar com sua retórica de rapina, advirto-o a desistir e a recolher-se ao fundo da pedra e da lama de onde você e sua laia jamais deveriam ter saído, nem em 1964 e muito menos agora, que a nação se fortalece e aprende democraticamente a viver sem parias de seu calibre.





Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui